Incêndio no Parque Nacional do Monte Pascoal está controlado, diz Icmbio

bahia
06.03.2019, 12:48:00
Atualizado: 06.03.2019, 12:51:59
(Icmbio)

Incêndio no Parque Nacional do Monte Pascoal está controlado, diz Icmbio

160 pessoas ainda estão mobilizadas para atuar em pequenos focos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Após cinco dias de combate, o incêndio que devastou uma área ainda não contabilizada do Parque Nacional do Monte Pascoal, em Porto Seguro, Extremo Sul da Bahia, está controlado, informou nesta quarta-feira (6) o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (Icmbio), responsável pela administração do parque.

“Há alguns focos isolados que necessitam de nossa atenção, mas nada que podemos dizer que fuja ao nosso controle”, disse a analista ambiental Cássia Saretta, chefe do parque. “Essa noite choveu e hoje pela manhã também, o que deu uma amenizada boa e contribuiu bastante com o trabalho de combate ao fogo”, completou.

De acordo com Saretta, a preocupação maior é com a “matéria combustível” que há na área, como vegetação seca. Nesses locais ainda há focos de calor que nesta quarta estão sendo combatidos por cerca de 160 pessoas, entre brigadistas do Icmbio, do Corpo de Bombeiros da Bahia, da empresa Veracel Celulose e índios pataxós.

Parte das áreas atingidas pelo incêndio fica dentro de aldeias indígenas - que ocupam oito hectares, dos 22.500 hectares da reserva ambiental, criada em 1961. Ainda não se tem informações de quantas aldeias o foco atingiu – são cinco no total. Quatro aviões air tractor e dois tratores de esteira auxiliam os brigadistas e voluntários. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas