Infraero prorroga edital para exploração comercial em três aeroportos

brasil
15.09.2018, 13:30:00
Aeroporto Internacional de Curitiba (Divulgação)

Infraero prorroga edital para exploração comercial em três aeroportos

Áreas permitem negócios de hotelaria e megaloja

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Infraero informou na sexta-feira, 14, que prorrogou até 9 de outubro o prazo para recebimento dos pedidos de participação no chamamento público destinado à concessão de exploração comercial da área externa de três aeroportos: de Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Jacarepaguá (RJ).

Inicialmente, o prazo venceria na próxima segunda-feira (17), mas sofreu prorrogação por “conveniência administrativa”. O certame contempla área de 5 mil metros quadrados (m²) no Aeroporto de Internacional de Curitiba; outra de 11,41 mil m² no Aeroporto de Jacarepaguá; e a terceira de 24,80 mil m² no Aeroporto de Goiânia.

Os espaços podem abrigar negócios nos segmentos de hotéis, centros comerciais, estacionamentos, megalojas, homecenters, postos de gasolina, concessionárias de veículos, hangares e parques de abastecimento de aeronaves.

Segundo a empresa, o objetivo do chamamento é melhorar ainda mais a experiência de quem frequenta seus aeroportos. As empresas interessadas em participar do chamamento deverão solicitar autorização à Infraero para realização dos estudos, conforme edital publicado.

“Após a liberação da Infraero, as interessadas terão prazo de 70 dias para apresentar Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEAs), contendo relatórios mercadológicos, estudos de engenharia, ambiental, de avaliação econômico-financeira e matriz de riscos para implantação de empreendimentos comerciais”, informou a assessoria da Infraero.

A proposta que for declarada vencedora vai embasar o processo licitatório que definirá a empresa responsável pela execução e exploração do empreendimento comercial.

Além dos três lotes disponibilizados no chamamento público, a Infraero informou ainda que conta com mais de 3 milhões de metros quadrados em áreas comerciais disponíveis em toda a sua rede de 55 aeroportos.

“Para esses espaços, o mercado pode sinalizar os potenciais empreendimentos que os terminais podem receber, resultando em novos chamamentos”, disse a assessoria.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas