Internet via fibra ótica da Oi já chega a 15 cidades baianas

tecnologia
21.12.2021, 19:38:49
(Foto: Divulgação)

Internet via fibra ótica da Oi já chega a 15 cidades baianas

Companhia investiu cerca de R$ 252 milhões na Bahia de janeiro a setembro de 2021

 
Com a estratégia de ampliar o número de casas conectadas com o serviço que leva a internet até a casa do cliente, a Oi investiu cerca de R$ 252 milhões na Bahia de janeiro a setembro de 2021. A companhia aumentou em 23% o número de clientes no estado no período e 39% nos últimos doze meses.

A operadora oferece a Oi Fibra nas cidades de Barreiras, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Luis Eduardo Magalhães, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, Teixeira de Freitas e Vitoria da Conquista. Em setembro, segundo dados da Anatel, a Oi tinha 196 mil clientes conectados e 865 mil casas passadas no estado.

No mercado corporativo, a companhia vem investindo em soluções de tecnologia e inovação por meio da Oi Soluções, que registrou aumento de mais de 30% em receita de TI em Alagoas no período de janeiro a setembro de 2021. A Oi está evoluindo para tornar-se uma plataforma de serviços digitais que vai ajudar a criar novas soluções para pessoas e empresas a partir da fibra ótica, ponto central do plano de transformação do negócio da companhia.

A nova Oi que surge deste processo de transformação é uma empresa voltada para o provimento de experiências digitais, baseadas em acesso a conteúdo e em diversos outros serviços como streaming, jogos em rede, serviços relacionados à casa conectada, serviços financeiros, marketplace de soluções e muito mais, transformando a marca Oi em referência de plataforma de consumo no país.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas