Intervenções na Estrada Velha do Aeroporto vão custar R$ 30,5 milhões

salvador
01.11.2019, 14:56:00
Atualizado: 01.11.2019, 14:56:34
(Foto: Max Haack/Secom)

Intervenções na Estrada Velha do Aeroporto vão custar R$ 30,5 milhões

Serão recuperados 16,6 km de extensão da via

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Considerada uma das avenidas com maior volume de tráfego da cidade, a Avenida Aliomar Baleeiro, também conhecida como Estrada Velha do Aeroporto (EVA) passará por uma série de intervenções para dar maior segurança e fluidez no trânsito. A ordem de serviço para início imediato das obras foi assinada nesta sexta-feira (01) em um trecho da via, em Pau da Lima, pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do vice e secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, demais gestores e autoridades municipais, lideranças comunitárias e população. A avenida, que é considerada uma das mais antigas das cidade, corta mais de 11 bairros de Salvador.

A intervenção tem como intuito dar mais fluidez e segurança a motoristas e pedestres que trafegam diariamente pela via, que interliga a BR-324, na altura de Pirajá, até São Cristóvão, bairro vizinho ao Aeroporto. Com investimento próprio de R$30,5 milhões, esta será a maior intervenção viária executada pela gestão no quesito extensão, com 16,6km, superando os 14km requalificados da Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana), em 2016. A medida é faz parte do conjunto de ações do programa Salvador 360, eixo Investe.

O prefeito ACM Neto assinou a ordem de serviço nesta sexta-feira
(Foto: Max Haack/Secom)

A requalificação será dividida em quatro etapas. As melhorias envolvem desde o alargamento da pista em determinados pontos do trajeto até a requalificação asfáltica, instalação de passeios com piso tátil, melhoria de curvas verticais e horizontais, implantação de rótulas em pontos críticos de tráfego, novas redes de drenagem e colocação de rampas de acessibilidade. O projeto contempla também a implantação de ciclovias.  

“É uma via que, ao longo dos anos, sofreu apenas intervenções pontuais e já não dava mais para fazer ações paliativas, como jogar asfalto novo. Era preciso refazer toda a avenida. Por isso, foi dedicado um bom tempo para fazer esse projeto, depois a realização da licitação e, agora, requalificar inteiramente a Estrada Velha do Aeroporto. A intenção é dar mais conforto, segurança e qualidade às pessoas que moram e trabalham em toda essa região”, explicou o prefeitoACM Neto.

Além do ordenamento do tráfego e nova iluminação, será melhorado o traçado da pista em trechos críticos e nos acessos aos bairros de Pirajá, Jardim Santo Inácio, Jardim Cajazeiras, Vila Canária, Sete de Abril, Jardim Nova Esperança, Canabrava, Fazenda Grande, Nova Brasília, Mussurunga e São Cristóvão. As obras vão durar 11 meses e são coordenadas pela Seinfra.

De acordo com o titular da Seinfra, a requalificação vai possibilitar mais qualidade de vida aos cidadãos. “A intenção é possibilitar que as pessoas saiam de casa, cheguem ao trabalho e retornem para casa em um tempo muito mais rápido e com mais conforto, principalmente aquelas que utilizam transporte coletivo. Considero este um momento histórico para Salvador”, exaltou Bruno Reis.

A Avenida Aliomar Baleeiro foi construída na década de 1940, nos idos da II Guerra Mundial, para criar uma ligação entre as bases aérea, localizada no Aeroporto, e naval, em São Tomé de Paripe. Com isso, ela viabilizava um acesso rápido entre dois pontos estratégicos para a dinâmica das forças aliadas durante o conflito. Com o tempo, bairros foram surgindo ao longo da avenida, tornando o tráfego ainda mais intenso e alçando a Estrada Velha do Aeroporto a uma das principais vias de ligação da cidade.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas