João de Deus é indiciado por violação sexual

brasil
20.12.2018, 19:01:58
Atualizado: 20.12.2018, 19:22:54
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

João de Deus é indiciado por violação sexual

Mulher de 39 anos afirma ter sofrido abuso em outubro deste ano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O médium João de Deus foi indiciado, nesta quinta-feira (20), pelo crime de violação sexual mediante fraude cometida contra uma mulher que estava buscando atendimento espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO).

Na denúncia, a mulher afirma que João de Deus colocou o pênis para fora da calça durante uma consulta. Ela afirma ter dito ao médium que notou o membro exposto. Após isso, a sessão foi interrompida. De acordo com a vítima, o médium pediu para que ela mantivesse o silêncio sobre o fato ocorrido.

João de Deus nega todos os crimes. Nesta tarde a defesa do médium entrou com um pedido de liberdade no Supremo Tribunal Federal (STF). 

Caso seja condenado, João de Deus pode pegar de 2 a 6 anos de prisão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas