Jovem é morto a tiros em fila para sacar auxílio emergencial em Periperi

salvador
29.04.2020, 19:45:00
Atualizado: 29.04.2020, 21:18:15
(Foto: Reprodução)

Jovem é morto a tiros em fila para sacar auxílio emergencial em Periperi

Caso envolvendo Luis Henrique, 21 anos, aconteceu na tarde desta quarta-feira (29), na Praça da Revolução

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um homem foi morto a tiros na tarde desta quarta-feira (29) no bairro de Periperi, em Salvador. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu em via pública, na Praça da Revolução, por volta das 14h55.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado da Bahia (SSP-BA), o homem reagiu a uma tentativa de assalto e acabou baleado. Ainda de acordo com a pasta, a vítima tem duas passagens pela polícia por tráfico de drogas. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo informações da TV Bahia, a vítima, identificada como Luis Henrique, 21 anos, estava na fila da Caixa Econômica Federal, aguardando atendimento para o pagamento do auxílio emergencial, quando foi baleada. Entretanto, a SSP nega que a vítima estava na fila da agência do banco. Procurada, a Caixa ainda não respondeu.

Não há informações sobre as possíveis motivações do crime. Os suspeitos fugiram do local.

Ainda segundo a PM, quando a guarnição chegou após ligações telefônicas, encontrou a vítima gravemente ferida no chão. O homem foi socorrido para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos.

O policiamento foi reforçado na região durante toda a tarde, devido ao expressivo número de pessoas que já transitam no local cotidianamente.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas