Justiça mantém condenação de Bolsonaro e aumenta indenização por ofensa a jornalista

brasil
29.06.2022, 11:54:00
(Fabio Pozzebom/Agência Brasil/Arquivo)

Justiça mantém condenação de Bolsonaro e aumenta indenização por ofensa a jornalista

Presidente fez comentário com insinuação sexual sobre repórter da Folha de S. Paulo

O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu não somente manter a condenação de Jair Bolsonaro (PL), mas também aumentar a indenização a ser paga pelo presidente no âmbito das ofensas contra jornalista da Folha de São Paulo. Em fevereiro de 2020, ele fez insinuação sexual envolvendo a repórter Patrícia Campos Mello.

A decisão foi votada na 8ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP, num placar de 4 votos a 1 a favor da jornalista. Dessa forma, a condenação foi mantida e foi confirmado um aumento do valor a ser pago para R$ 35 mil.

O caso faz referência às declarações dadas pelo presidente após o depoimento de uma testemunha no contexto da CPMI das Fake News. Na ocasião, um ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa por WhatsApp insinuou que a repórter tinha interesse nele.

Bolsonaro, então, comentou diante de apoiadores: "Ela [repórter] queria um furo. Ela queria dar o furo (...) a qualquer preço contra mim".

Votaram a favor da jornalista: a relatora Clara Maria Araújo Xavier, Pedro de Alcântara, Silvério da Silva e Theodureto Camargo. O desembargador Salles Rossi foi o único a acolher a tese da defesa do presidente.

Originalmente publicado no JC Online

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas