Kanu desabafa após nova derrota: 'não temos que dar desculpa, temos que tomar vergonha na cara'

e.c. vitória
22.07.2017, 18:43:00
Atualizado: 22.07.2017, 18:45:07

Kanu desabafa após nova derrota: 'não temos que dar desculpa, temos que tomar vergonha na cara'

Neilton também aproveitou para pedir que companheiros reflitam e se doem um pouco mais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

 Erros bobos, falta de vergonha na cara, desculpas esfarrapadas. Os próprios jogadores do Vitória já estão fartos de ver o time perder e apresentar um futebol tão abaixo da média. Ontem, após mais uma derrota no Brasileirão, agora para a Chapecoense, por 2x1, os desabafos tomaram conta dos microfones.

Kanu lamentou derrota para a Chape (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Visivelmente abatido, o zagueiro Wallace economizar nas palavras. Ele, que só fez dois jogos pelo Leão nessa temporada, não escondeu a insatisfação com o que viu em campo. “A gente não tem o que falar. Todo mundo já cansou de tanta explicação e nenhuma solução”, desabafou o atleta.

Quem também soltou o verbo foi seu companheiro de zaga, Kanu, que chegou a pedir mais vergonha na cara ao elenco. “Chega de dar desculpa. A gente está fazendo um campeonato péssimo. Não estamos conseguindo ganhar os jogos. O Vitória sempre foi muito forte em casa e, esse ano, a gente não está conseguindo isso, isso não vem acontecendo. Agora temos que levantar a cabeça . Não temos que dar desculpa, temos que tomar vergonha na cara e ganhar o próximo jogo, porque o Vitória é muito grande, não pode ficar nessa situação”, bradou.

O elenco não procurou culpados. Ninguém falou em erros individuais, nem culpou a crise política do clube, apesar de estarem abalados com todo o tumulto extracampo que cerca a Toca do Leão. 

Neilton, por exemplo, lembrou da grande parcela de culpa dos próprios jogadores pela situação atual do Vitória, vice-lanterna da Série A, com apenas 12 pontos somados, em 48 disputados. 

“A nossa equipe começa bem os jogos, como começamos hoje, em cima deles, e depois acaba. A gente tem que parar um pouco de errar. A equipe toda, o coletivo. Cada um precisa assumir suas responsabilidades. Não é fácil essa situação que a gente está vivendo. Cada um de nós tem que colocar a cabeça no travesseiro e ver o que pode dar a mais, porque precisamos sair dessa situação urgente”, completou.

O próximo jogo do Vitória será contra o Cruzeiro, no Mineirão, domingo (30), às 19h. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas