Leão encara o Sampaio Corrêa e tenta encaminhar a classificação

e.c. vitória
16.05.2018, 07:16:00
Atualizado: 16.05.2018, 11:29:27
José Welison deve ser titular no confronto, que terá alguns atletas poupados (Maurícia da Matta/EC Vitória)

Leão encara o Sampaio Corrêa e tenta encaminhar a classificação

Técnico Vagner Mancini vai poupar alguns titulares no jogo das 19h15 de hoje

Único tetracampeão da Copa do Nordeste, o Vitória quer mostrar a tradição de sua camisa e se impor em campo na disputa regional. A fase mata-mata do torneio começa nesta quarta-feira (16) para o rubro-negro. Às 19h15, o Leão visita o Sampaio Corrêa, no estádio Castelão, em São Luís, no Maranhão. A partida é a primeira das quartas de final. O jogo de volta será no dia 24, no Barradão. É matar ou morrer.

Apesar do confronto durar 180 minutos, o Vitória quer encaminhar a classificação fora de casa. “A gente sabe que o resultado lá vai valer muito a pena, porque no jogo em casa a gente pode matar os caras aqui. Então, temos que ir bastante focados pra lá. Falamos muito sobre concentração e acho que é essencial”, prega o volante José Welison, que deve começar em campo. O técnico Vagner Mancini vai poupar alguns dos principais titulares. Kanu e Neilton, por exemplo, nem viajaram.

Mesmo sem força máxima, a ideia é aproveitar o início de reabilitação no Campeonato Brasileiro e conseguir a segunda vitória seguida longe de Salvador. No último domingo (13), o rubro-negro venceu o Vasco por 3x2, em São Januário, no Rio de Janeiro. “Um resultado como esse, diante de um adversário como o Vasco, motiva e vai dar confiança ao grupo para a sequência da temporada. Vencer e quebrar uma sequência negativa que estávamos vivendo foi importante. Agora é manter essa intensidade para evoluir nos próximos jogos”, afirmou o volante Willian Farias.   

O jogo contra o Sampaio Corrêa também é uma oportunidade para o sistema defensivo rubro-negro mostrar evolução. O Vitória teve a rede balançada nas seis partidas do Nordestão que disputou até aqui. Com 10 gols sofridos, o Leão foi o dono da defesa mais vazada na fase classificatória entre os times que avançaram às quartas de final da competição.

Se a zaga é o ponto fraco, o poder ofensivo é a principal arma do Vitória para intimidar o adversário. Com 17 gols marcados, o time do técnico Vagner Mancini tem o ataque mais positivo do Nordestão. Foram sete tentos comemorados fora de casa e outros 10 em Salvador. 
 
A boa pontaria pode ser usada para equilibrar a estatística de confrontos entre as equipes. Vitória e Sampaio Corrêa já se enfrentaram cinco vezes e esta será a primeira pela Copa do Nordeste. Até aqui foram registrados três triunfos da equipe maranhense e dois do rubro-negro baiano.

O último duelo foi na Série B de 2015. Naquele 22 de agosto, o Sampaio Corrêa venceu a partida dentro de seus domínios por 1x0. O Vitória também era comandado por Vagner Mancini e três jogadores do atual elenco estiveram em campo: Kanu, Ramon e Rhayner. Diones, ex-Bahia, garantiu o triunfo do adversário.

No ano passado, o Vitória passou pelo River-PI nas quartas de final. Após dois triunfos (3x2 e 1x0), se classificou para as semis e foi eliminado pelo Bahia, que se sagrou campeão. Um reencontro com o rival tricolor só poderá acontecer na final. Se passar do Sampaio, o Leão enfrentará Santa Cruz ou ABC na próxima fase. Hoje, o foco é no adversário maranhense.

“Temos que focar tudo agora na decisão que teremos com o Sampaio Corrêa. Queremos fazer uma boa partida fora de casa para buscarmos um resultado positivo”, comentou Willian Farias.