Leo Lins é demitido do SBT após fazer piada de criança com hidrocefalia

variedades
04.07.2022, 17:22:00
(Reprodução)

Leo Lins é demitido do SBT após fazer piada de criança com hidrocefalia

"O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele"

O humorista Leo Lins, de 39 anos, foi demitido do SBT depois de fazer uma piada citando uma criança com hidrocefalia e o Teleton. Ele fez a piada durante um show de stand up e agora não fará mais parte do programa The Noite com Danilo Gentili.

O vídeo em que o humorista debocha de uma criança com hidrocefalia viralizou no fim de semana. Ele cita o Teleton, programa do SBT que arrecada dinheiro para ajudar menores de idade que têm problemas de saúde. Leo fala também da história de um menino cearense que sofre com a doença.

"Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problema. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes", diz ele ao público.

A Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) divulgou comunicado lamentando o caso. "A AACD repudia veementemente a 'piada' feita por Leo Lins em vídeo divulgado recentemente nas redes sociais do comediante. Em uma fala extremamente infeliz e bastante capacitista, ele ataca pessoas com hidrocefalia, chama as pessoas com deficiência de "crianças com vários tipos de problemas" e mostra desrespeito aos moradores do Ceará", diz o texto.

Nas redes sociais, o humorista compartilhou um xingamento que recebeu. "Todo o amor da cultura do cancelamento", ironizou. Ele não comentou o fim do contrato com o SBT. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas