Líder da paralisação dos caminhoneiros é filiado ao PSDB

brasil
30.05.2018, 14:24:08

Líder da paralisação dos caminhoneiros é filiado ao PSDB

Ele também já teria atuado como cabo eleitoral do ex-governador Mário Covas (PSDB)

Uma das lideranças declaradas da paralisação dos caminhoneiros em todo o país, o presidente da Associaçã Brasileira dos Caminhoneiros, José da Fonseca Lopes, é filiado ao PSDB e já foi candidato a deputado federal pela sigla. A informação foi revelada em matéria publicada pelo jornal Folha de S.Paulo nesta quarta-feira (30).

De acordo com a reportagem, Fonseca, como é conhecido no meio sindical, recebeu o número 4589 para a disputa por uma vaga paulista na Câmara Federal. Conquistou 1851 votos, número insuficiente para se eleger. Quatro ano antes, o presidente da Abcam já havia assumido a função de cabo eleitoral. 

Na disputa entre Mário Covas (PSDB) e Francisco Rossi (PDT) pelo governo de São Paulo, ele organizou uma caravana junto aos caminhoneiros a favor do candidato tucano, que foi eleito. No ano seguinte, filiou-se ao partido do governador no diretório da cidade de Presidente Prudente. A filiação está ativa ainda hoje.

A reportagem informou que José da Fonseca Lopes não retornou aos contatos feitos por telefone, mensagens e e-mail. Já o PSDB disse que "as atividades de José da Fonseca Lopes como líder de entidade de classe não se confundem com sua filiação partidária, ocorrida há mais de duas décadas".

A Confedração Nacional dos Transportes (CNT), representante dos transportadores autônomos de passageiros e de cargas, disse, por meio de nota, que "a Abcam, assim como diversas entidades representativas do setor de transporte, está localizada no Edifício CNT, no setor de autarquias Sul, em Brasília".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas