Líder espiritual é preso no Paraná por prometer cura através do sexo

brasil
01.12.2021, 10:25:03

Líder espiritual é preso no Paraná por prometer cura através do sexo

Ele teria abusado de ao menos sete mulheres, incluindo uma adolescente

Um homem, que se apresentava como líder espiritual, foi preso por manter relações sexuais com suas seguidoras com a promessa de cura. A prisão ocorreu nesta terça-feira (30), em Maringá, norte do Paraná.

Em entrevista ao g1, o delegado do caso, Rodolfo Vieira, explicou que o suspeito foi preso preventivamente e deve responder por violação sexual mediante fraude, importunação sexual e assédio sexual.

Todas as vítimas apresentavam alguma vulnerabilidade, seja por idade, classe social ou por dificuldade momentânea, como um problema de saúde. Sete mulheres, entre elas uma adolescente, foram ouvidas e relataram histórias parecidas à polícia.

“Uma vez identificada essa vulnerabilidade, ele oferecia uma revolução espiritual, um tratamento para esse problema, de uma maneira que ele, como líder supremo dessa cultura e como ‘mestre de ventre’, poderia mediante a conjunção carnal passar essa energia, que iria melhorar e curar essas vítimas", disse o delegado.

Em interrogatório à polícia, o líder espiritual negou os crimes.

“Ele não confessou, ele negou. Ele falou que nunca praticou nenhum ato sexual durante o ministério da religiosidade dele. Porém, foram ouvidas várias vítimas e várias testemunhas, os relatos são bem similares, com detalhes que causam bastante confiança, tanto que o juiz deferiu uma medida grave, que é uma prisão preventiva, com base nesses depoimentos."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas