Livro 'Floresta sempre Viva' retrata a beleza do litoral norte e do agreste baiano

bahia
09.06.2021, 19:59:54
Atualizado: 09.06.2021, 20:09:51
(Divulgação/Acervo Bracell)

Livro 'Floresta sempre Viva' retrata a beleza do litoral norte e do agreste baiano

Obra fotográfica idealizada pela Bracell mostra registros da fauna e da flora silvestres. Lançado nesta quarta-feira, livro já pode ser baixado gratuitamente

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O livro fotográfico “Floresta sempre Viva”, lançado nesta quarta-feira (9) apresenta registros da fauna e da flora silvestres do Litoral Norte e do Agreste baiano. A obra pode ser baixada gratuitamente no site www.florestasempreviva.com.br.

Idealizado pela Bracell, uma das maiores produtoras de celulose solúvel e celulose especial do mundo, com um das operações em Camaçari, na RMS, a obra traz flagrantes de animais silvestres em remanescentes de mata nativa nas áreas da empresa na Bahia, assim como da flora.
 
Guilherme Araújo, diretor-geral da Bracell Bahia, destaca que o livro mostra “uma representação da força da natureza registrada por meio de imagens que revelam, dentre tantas outras, as belezas naturais da Bahia. Cuidar da beleza natural desta terra é um compromisso que temos com o futuro, com a sociedade, com o sagrado do mundo”. Para Araújo, a obra reforça o compromisso da empresa com o cuidado com o meio ambiente.

(Divulgação/Acervo Bracell)
(Divulgação/Acervo Bracell)
(Divulgação/Acervo Bracell)
(Divulgação/Acervo Bracell)
(Divulgação/Acervo Bracell)
(Divulgação/Acervo Bracell)

O livro conta com o acervo de fotografias da Bracell, que guarda imagens produzidas por Gleison Rezende e Igor Macedo, colaboradores da empresa, por Lucas Passos, ornitólogo que atua no Programa de Monitoramento da Biodiversidade para Conservação da Fauna e Flora, e pelo fotojornalista Uendel Galter. Os textos são assinados pela jornalista Scheilla Gumes.
 
Fábio Góis, gerente de comunicação na Bracell Bahia, diz que esses registros da vida selvagem são possíveis devido às iniciativas de conservação ambiental da companhia na região. Ele ainda salienta que o livro integra os esforços da Bracell – que faz parte do grupo RGE, que gerencia empresas com operações globais de manufatura baseadas em recursos naturais – em promover e gerar conhecimento, além de compartilhá-lo com a sociedade.
 
“A ideia de publicar essa obra surgiu ao percebermos como as pessoas que veem tais imagens ficam admiradas e surpresas com as belezas presentes nestas áreas. Isso impulsionou a Bracell a levar esta experiência a um número maior de pessoas. Acreditamos que quanto mais se conhece sobre a fauna e a flora mais se conscientiza para a importância da sua preservação e para o aprofundamento do conhecimento científico”, destaca Góis.
 
Os registros foram feitos nas ações de campo, algumas delas dentro dos programas da Bracelll de Monitoramento da Biodiversidade para Conservação da Fauna e Flora e de Avistamento de Fauna. Na Bahia, a companhia preserva aproximadamente 40% do total da vegetação nativa em suas propriedades, o que representa quase 61 mil campos de futebol. Estas áreas encontram-se intercaladas com os plantios de eucalipto. 
 
"A Bracell possui importantes ações sociais e ambientais nas regiões em que atua e indicadores que apresentam resultados significativos na promoção e proteção ambiental. A produção do livro ‘Floresta sempre Viva’ é o resultado de mais uma parceria de sucesso entre a Sema, o Inema e a Bracell, a exemplo da parceria entre as instituições para o combate aos incêndios florestais nas áreas de abrangência da empresa. São atuações conjuntas como essas que incorporam diversos saberes, educação, prevenção e promoção ambiental que fortalecem o trabalho do Governo do Estado em todo território baiano", diz a secretária interina do Meio Ambiente do Estado da Bahia, Márcia Telles.
 
Presidente-executivo da Ibá, o economista Paulo Hartung destaca que “o livro Floresta sempre Viva, da Bracell, é uma demonstração sobre como atuar dentro do mais moderno conceito da bioeconomia. Aqui fica claro como o setor de árvores cultivadas, além de produzir bens essenciais para a sociedade, gerar empregos e renda e levar desenvolvimento para mais de mil municípios no Brasil, investe fortemente no cuidado e na educação ambiental. São 5,9 milhões de hectares preservados em todo o país, uma área maior do que o estado do Rio de Janeiro”.
 
Para a produção, a Bracell contou com a parceria da Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (Abaf), Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ), Sociedade de Investigações Florestais (SIF), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (Ipef), Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas