Madrugada violenta no Subúrbio: dois mortos e três baleados

salvador
24.12.2021, 09:14:00
(Praça João Martins, em Paripe, local onde três foram atingidos por arma de fogo (Google Maps))

Madrugada violenta no Subúrbio: dois mortos e três baleados

Os crimes aconteceram nos bairros de Paripe e Fazenda Coutos II

A véspera de Natal foi violenta na região do Subúrbio Ferroviário. Nas primeiras horas desta sexta-feira (24), duas pessoas morreram a tiros no bairro de Fazenda Coutos II e outras três foram baleadas em Paripe. 

Nos minutos iniciais do dia, Bruno Alex Pereira dos Santos, 36, Luiz Paulo Almeida dos Santos, 32, e Reinam Santos Correia, 40, foram baleados na Praça João Martins, que fica na via principal de Paripe.  De acordo com o boletim da Secretaria de Segurança Pública (SSP), eles foram atingidos pouso depois da meia noite. 

Segundo moradores, o local é bastante movimentado, por causa dos bares e barracas que costumam funcionar até o amanhecer.  Na hora, as vítimas caminhavam quando foram atingidas por homens que ocupavam um carro. 

De acordo com a Polícia Civil (PC), a 5ª Delegacia Territorial (DT) de Periperi vai investigar uma tentativa de homicídio contra três homens, de 32, 36 e 40 anos, durante uma troca de tiros. “De acordo com uma das vítimas, os autores chegaram num carro e um deles desferiu um soco contra um homem e, em seguida, efetuou um disparo de arma de fogo”, apontou a nota. 

A PC informou ainda que a autoria e motivação do crime serão esclarecidas. Os feridos foram socorridos para o Hospital do Subúrbio.

Fazenda Coutos II 
Em Fazenda Coutos II, dois homens ainda não identificados foram mortos na Rua Cristóvão Barreto, Quadra I. O crime aconteceu por volta das 4h.  A PC disse que a 3ª DH/BTS vai investigar um duplo homicídio. 

“Os corpos, ainda não identificados, foram encontrados em via pública, com perfurações provocadas por arma de fogo. Uma equipe do Silc/DHPP foi acionada e expediu as guias para remoção e perícia. A autoria e motivação do crime são desconhecidas”, informou a nota da Polícia Civil.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas