Mãe de adolescente espancado por homofobia em Camaçari presta queixa

bahia
02.03.2022, 21:07:00
(Reprodução)

Mãe de adolescente espancado por homofobia em Camaçari presta queixa

Jovem foi agredido dentro de um ônibus de transporte escolar por sete estudantes

Depois do filho de prenome André, 15 anos, ser espancado por outros sete adolescentes em um ônibus escolar de Camaçari, a doméstica Mara Santana, 50, prestou queixa do crime na 18º Delegacia de Polícia Civil da cidade na manhã desta quarta-feira (2).

Mara se dirigiu até o local na companhia de um advogado e com o filho ainda muito machucado por conta dos murros na região da nuca, chutes nas pernas e no tórax que levou dos agressores. O motivo da agressão teria sido a homofobia dos sete estudantes.

Abalada com todo o ocorrido, ela disse que está tomando essas providências pensando apenas em uma coisa para o filho: paz. "Eu quero que tudo se resolva e ele tenha paz para voltar a estudar. A justiça que eu quero é essa! Meu objetivo é André voltar para as aulas com todo mundo sabendo que é algo que não pode mais acontecer", afirmou Mara.

Ainda segundo a doméstica, o filho está confuso, com o psicológico abalado e dor de cabeça. Ele vai passar por atendimento psicológico nesta quinta-feira (3), além de ser submetido a uma tomografia para avaliar se existem sequelas do espancamento.

"Sobre o que vamos fazer, ainda não conversamos com o advogado, só fizemos a queixa. Porém, a secretária de educação da cidade veio aqui, os pais de quem agrediu estão sendo chamados", diz ela, que não sabe se todos os envolvidos foram identificados.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas