Mãe é condenada por deixar filha de 3 anos morrer de fome para ir a festas

em alta
17.01.2020, 17:51:18
Atualizado: 17.01.2020, 18:08:47

Mãe é condenada por deixar filha de 3 anos morrer de fome para ir a festas

Maria, 21 anos, admitiu que deixou Kristina sozinha em casa e ainda cortou água e eletricidade

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Reprodução

Uma jovem de 21 anos foi presa e condenada a 13 anos de prisão na Rússia após confessar ter assassinado sua filha de três anos. Maria Plenkina afirmou que deixou a menina sozinha, por uma semana, para morrer de fome enquanto ela ia participar de diferentes festas, de acordo com informações do ‘Daily Mail’.

A condenação pelo assassinato da pequena Kristina, ocorrido em fevereiro do ano passado, veio nesta sexta-feira (17), na cidade de Kirov, que fica a cerca de 800 quilômetros a leste de Moscou.

Testemunhas contaram no tribunal que Maria Plenkina deixou Kristina sozinha em um apartamento sem eletricidade ou água e apenas uma pequena quantidade de comida. Enquanto isso, passava a semana com os amigos se divertindo.

Os investigadores disseram que a mãe assassina admitiu que, deliberadamente, fechou a porta do apartamento e também a água antes de sair de casa.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas