Maiara e Maraisa farão seis shows pela Bahia no São João

Guia
12.06.2017, 06:30:00

Maiara e Maraisa farão seis shows pela Bahia no São João

As irmãs trarão sucessos do novo DVD, Ao Vivo Em Campo Grande, e se apresentaram em festas fechadas e públicas

O ditado “os últimos serão os primeiros”, nunca fez tanto sentido para as irmãs Maiara e Maraisa, 29 anos. As gêmeas e Mato Grosso nasceram no último dia do ano, mas hoje ocupam o primeiro lugar entre as artistas mais ouvidas no país. Dupla sertaneja mais bombada do Brasil, elas invadiram o mercado dominado por homens e se juntaram ao time de “patroas” - que também inclui cantoras como Marília Mendonça e Simone e Simaria - que estão mostrando que sertanejo é coisa de mulher, sim.

(Foto: Divulgação)

Neste mês os fâs baianos vão ser privilegiados com seis apresentações das manas no interior do estado, em festas de São João das cidades de Camaçari, Santo Antônio de Jesus, Amargosa, Senhor do Bonfim, Ibicuí e Bom Jesus da Lapa. “Queremos colocar toda nossa energia de forma alegre e com muita emoção, show no nordeste é quente e a recepção é maravilhosa. Além dos nossos sucessos vamos fazer um repertório bem especial para este mês junino”, afirma Maiara, que ainda prometeu um figurino especial. “Talvez um visual bem caipira, quem sabe?”.

Além da seleção atual para as festas juninas, o repertório dos shows inclui sucessos do CD e DVD Maiara & Maraisa - Ao Vivo Em Campo Grande, lançado em março passado. Este é o segundo DVD das irmãs, e já foi gravado na fase de sucesso, num show com um público de mais de 20 mil pessoas na capital do Mato Grosso do Sul. Apesar de terem ficado conhecidas por comporem músicas de sucesso para artistas como Jorge & Mateus e Henrique & Juliano, o novo trabalho conta com poucas composições autorais das irmãs. “A gente sabia que tinha de ser um DVD que fosse a nossa cara, e recebemos músicas muito boas dos nossos parceiros, por isso demos preferência para as letras que estavam mais dentro do nosso perfil”, explica Maiara.

Entre elas, a estouradíssima 10%, que abre o DVD, e é assinada por Gabriel Angra e Danilo D'Ávila. A canção foi feita especialmente para Maiara e Maraisa e fez um desabafo direto, do ponto de vista feminino que conquistou o país. 

Nos aplicativos de streaming, a dupla também bomba. No Spotify, Maiara e Maraisa já somam 1,2 milhão de seguidores e no Deezer foram eleitas a 5ª artista mais ouvida em todo o Brasil, com a música 10% como a terceira mais tocada em 2016.  Nas redes sociais, as gêmeas ostentam pouco mais de 3 milhões de inscritos no canal do YouTube e 2,6 milhões de seguidores no Instagram.

Feminismo 

Nas letras das 22 faixas que compõem o DVD, a história da sofrência feminina é recorrente. Mas nada que uma boa dose no bar com as amigas não resolva e, logo depois, elas estão prontas para a próxima. Apesar de colocarem as mulheres em lugar de destaque e mostrarem que elas são fortes e dão a volta por cima, Maiara e Maraisa não se consideram feministas. “Pra mim o feminismo é o contrário de machismo, nem um nem outro é bom, o importante é respeito e direitos iguais”, afirma Maraisa.

Segundo Maraisa, após o São João os planos da dupla continuam em divulgar o novo DVD pelo país e pensar em coisas novas. “Por enquanto vamos vivendo um dia de cada vez, estamos muito realizadas com tudo o que está acontecendo”.

Para hoje, Dia dos Namorados, a novidade é um clip em parceria com o funkeiro carioca Nego do Borel. O trio brinca e tira sarro na canção Esqueci Como Namora, em homenagem aos apaixonados. “O Nego do Borel é um cara muito bacana, ele nos fez o convite e a gente adorou a pegada da música”, disse Maraisa, que ainda confirmou que ela e a irmã estão solteiríssimas. 

Com a agenda lotada (26 apresentações por mês) e show marcado em Lisboa, Maiara e Maraisa estão com tudo. Em entrevista ao programa Conversa Com Bial, a dupla revelou que o cachê atual é de R$300 mile que empregam 200 pessoas. Nada mal para quem, há cinco anos, pensou em abandonar a carreira.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas