Mais de 88% do público alvo já foi vacinado contra a gripe em Salvador

salvador
03.08.2020, 10:50:00
Atualizado: 03.08.2020, 10:50:21
(Foto: Divulgação)

Mais de 88% do público alvo já foi vacinado contra a gripe em Salvador

Meta é chegar a 90% até o final de agosto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Falta pouco para Salvador alcançar a meta na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Iniciada em 23 de março, a ação segue até o final do mês de agosto e, até o momento, a estratégia imunizou 88,7% do público eletivo, com mais de 783 mil indivíduos vacinados. A meta é chegar a 90%.

A vacinação é a principal medida preventiva contra a doença. “Já estamos nos meses em que há maior incidência do vírus circulando pela cidade. Portanto, é importante que o público alvo, formado por pessoas mais vulneráveis, se dê conta da seriedade epidemiológica no país e busque a imunização”, reforçou a subcoordenadora de Doenças Imunopreveníveis da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Doiane Lemos.

Pouco mais de 19 mil pessoas da população eletiva devem buscar as 142 salas de vacinação da rede municipal, das 8h às 17h. Além disso, há imunização, das 8h às 14h, nos quatro pontos que funcionam em sistema drive-thru: no 5º Centro de Saúde, nos Barris; na Faculdade Bahiana de Medicina, no Cabula; no Atacadão Atakarejo de Fazenda Coutos;. e no Bahia Outlet Center, no Uruguai.

Fazem parte do público-alvo as crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (mães no pós-parto até 45 dias), adultos de 55 a 59 anos, idosos, trabalhadores de saúde, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte público, portuários e pessoas com deficiência. Estão inclusos também os profissionais dos Correios, da imprensa, limpeza urbana, supermercados e restaurantes que estão em sistema de delivery.

Doiane destacou que, apesar da campanha estar aberta para o público em geral, é importante que a população eletiva busque prioritariamente a vacinação. “Estamos, com certeza, contribuindo com a prevenção evitando impacto no sistema de saúde neste momento de pandemia e, principalmente, a longo prazo, assegurando a vacinação enquanto serviço essencial”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas