Manchas de óleo voltam a aparecer na Praia de Pedra do Sal em Itapuã

salvador
04.11.2019, 11:32:43
(Foto: Betto Jr/CORREIO)

Manchas de óleo voltam a aparecer na Praia de Pedra do Sal em Itapuã

Agentes de limpeza fazem retirada de resíduos das pedras 

As manchas de óleo de petróleo cru que atingem as praias do litoral nordestino desde o mês de setembro voltaram a aparecer nas praias de Salvador desde a última sexta-feira (1). Na manhã desta segunda-feira (4) foi registrado o aparecimento de pequenas pelotas do óleo na Praia de Pedra do Sal, em Itapuã. A quantidade de óleo encontrada hoje ainda não foi contabilizada. O balanço será divulgado pela Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) ao final do dia. 

No local, cerca de 20 agentes da Limpurb realizavam a retirada das manchas grudadas nas pedras e na areia da praia. Com o apoio de dois tratores e um jato d'água, as equipes atuavam para recolher as partículas grudadas nas pedras.

Leia mais: veja tudo que sabemos sobre o avanço do óleo no Nordeste

De acordo com a Limpurb, no último domingo, a empresa conseguiu recolher cinco toneladas e 270 quilos do óleo do petróleo cru das praias de Salvador. Desde a sexta-feira já foram contabilizadas mais de 14 toneladas. Desde o início do aparecimento das manchas, já foram recolhidas mais de 122 toneladas de resíduos.

As manchas de óleo não chegavam a capital baiana desde o dia 18 de outubro, quando voltaram a aparecer em Stella Maris, no dia 1º de novembro. Após a pausa de 13 dias, até agora, as praias atingidas novamente são: Pedra do Sal, Ipitanga, Corsário, Praia do Flamengo, Stella Maris, Rio Vermelho.

* Com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas