Mano elogia atuação de Ernando e solidez da defesa contra o Vasco

e.c. bahia
07.10.2020, 22:31:00
Ernando atuou improvisado na lateral direita contra o Vasco (Tiago Caldas/CORREIO)

Mano elogia atuação de Ernando e solidez da defesa contra o Vasco

Zagueiro jogou improvisado na lateral e deu assistência para Gilberto

O Bahia viveu uma noite daquelas que vai recordar por muito tempo. Com facilidade, o tricolor atropelou o Vasco no primeiro tempo quando abriu 3x0, fez uma partida segura em Pituaçu e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro.

A postura da equipe agradou ao técnico Mano Menezes. Após a partida, o treinador elogiou a atuação de Ernando, que jogou improvisado na lateral direita e fez ótima jogada que terminou no segundo gol, o de Gilberto.

De acordo com Mano, a preferência pelo zagueiro como substituto do lesionado Nino Paraíba se deu para estancar a sangria que vinha acontecendo no sistema defensivo. "A escolha de Ernando foi porque tínhamos que resolver o problema do time estar tomando gols em todos os jogos e, paralelamente, uma questão de estatura do time. Estávamos tomando gols e gols de bola parada. Tivemos que resolver as duas coisas para o time atacar com segurança", justificou Mano.

"Penso que fomos bem e Ernando nos brindou com uma jogada muito boa que terminou com o gol do Gilberto. Mostra que não precisamos ir toda hora para apoiar. Ir toda hora e entregar pouco, você cede espaço para o adversário. Se você for poucas vezes e, nessas poucas vezes, entregar qualidade de acabamento na jogada, a gente sai satisfeito e o time sai ganhando", explicou.

Ainda sobre a atuação da defesa, o treinador comemorou o fato de o Bahia ter terminado a partida sem ser vazado. Foi a segunda vez em 14 rodadas. A outra havia sido na estreia, 1x0 contra o Coritiba.

"O setor defensivo não pode perder a confiança. À medida que os gols se sucedem e o setor entende a importância negativa que está tendo na campanha, perde algo de positivo que tem para atuar bem. O Bahia tem o quinto ou sexto melhor ataque da competição, se está na colocação que estava e sofrendo as derrotas, é porque o setor defensivo não está bem. Eu disse ao torcedor que resolveria isso e temos como prioridade porque dá a segurança nos jogos", continuou. 

Mano Menezes disse ainda que não pediu para que os atletas tirassem o pé do acelerador no segundo tempo, mas analisou que a sequência de jogos a qual os clubes estão submetidos por causa do calendário apartado não permite manter alto nível de intensidade durante toda a partida.

"É impossível entregar intensidade em 90 minutos sabendo que a poucas horas estaremos novamente jogando um jogo duro como é no Campeonato Brasileiro. A equipe deu uma dosada, eu tirei jogadores que vinham fazendo muitos jogos, coloquei alguns atletas que não estavam jogando tanto, Ramon, Fessin, Saldanha, para saber com quais jogadores eu posso contar lá na frente, quando estivermos jogando a Sul-Americana em paralelo ao Brasileiro", finalizou o treinador. 

No domingo (11), o tricolor encara o Fluminense, às 16h, no Maracanã, no Rio de Janeiro. O Esquadrão tem a expectativa de contar com o retorno de Rodriguinho, que se recupera de um trauma no pé.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas