Médico que denunciou 'kit covid' diz que foi ameaçado por diretor da Prevent Senior

brasil
22.09.2021, 06:57:00
(Divulgação)

Médico que denunciou 'kit covid' diz que foi ameaçado por diretor da Prevent Senior

Ele gravou ligação em que diretor o pressiona para voltar atrás; empresa nega

Um dos médicos que denunciou a prática da Prevent Senior de prescrever aos pacientes o "kit covid" afirma que foi ameaçado e coagido por Pedro Benedito Batista Junior, diretor-executivo da operadora de planos de saúde. A informação é da Folha de S. Paulo.

Batista Júnior deve ser ouvido por senadores da CPI da Covid hoje. A comissão investiga denúncias de que os hospitais do grupo serviram como "laboratório" para uso de medicamentos sem eficácia contra a covid-19.

Um dossiê assinado por 15 médicos diz que eles eram obrigados a prescrever remédios como a hidroxicloroquina, sem consentimento de parentes dos pacientes. Além disso, eles também dizem que eram obrigados a trabalhar mesmo quando estavam infectados com a covid-19.

O documento também acusa a Prevent de ter omitido sete mortes durante um estudo clínico sobre o uso e eficácia de remédios contra a covid. 

Um dos médicos gravou conversa que teve ao telefone com Batita Júnior no dia 9 de abril deste ano. O profissional diz que havia um "tom de intimidação". O conteúdo da conversa foi enviado à CPI da Covid.

Também foi anexado em processo que o médico responde ao Conselho Regional de Medicina (Cremesp), a pedido da Prevent Senior, que o acusa de vazar prontuários nos depoimentos. O médico registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil de São Paulo contra Batista Júnmior.

Na conversa, divulgada pela Folha, o diretor da Prevent Senior pede que o médico retire a denúncia contra a empresa, afirmando que o profissional tem "muito a perder". Ele diz que o médico "fez a vida" na Prevent. "Você só conseguiu ter tua casa, ter tranquilidade com sua família, por causa da empresa".

O médico não responde além de grunhidos. O diretor diz que o profissional está achando que é "espertão", mas está sendo manipulado. Acusa ainda o médico de estar inventando mentiras. "Eu vou provar que você mentiu". Nessa hora, o médico rebate. "Não menti não, cara". O diretor então diz que o médico não é "um cara limpo" e que tem o histórico de reclamações contra ele e irá expor. "Você vai sujar seu nome". Ele diz ainda que está falando para o médico "valorizar a família" e não se expor. 

Por fim, o diretor diz que ainda dá para ele voltar atrás e pedir que a matéria com a denúncia não vá ao ar.  "Todos seus outros empregadores vão enxergar a mesma coisa", diz. Ele afirma que é para o médico ameaçar o jornalista que fazia a reportagem. "Você tem muito a perder. É sua filha, sua família que vai ser exposta".

Ouça:

A assessoria da Prevent Senior disse em nota que o médico "nega qualquer ameaça a colegas". A empresa afirmou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que foi vítima de uma armação e pediu investigação sobre o caso.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas