Médico suspeito de matar ex em Feira lavou carro para remover sangue, diz delegada

bahia
01.09.2021, 13:58:00
Atualizado: 01.09.2021, 13:59:13

Médico suspeito de matar ex em Feira lavou carro para remover sangue, diz delegada

Corpo foi encontrado em um matagal às margens da BR-116

O médico Antônio Marcos Rêgo Costa, suspeito de matar a ex-companheira, Gabriela Jardim Rêgo Peixoto, de 35 anos, lavou seu carro para tentar remover manchas de sangue. A informações é da delegada Klaudine Passos, titular da 1ª Delegacia de Feira de Santana.

Gabriela foi encontrada morta na BR-116 (Foto: Reprodução)

O carro do médico, uma Frontier vermelha, foi entregue à Polícia Técnica de Feira de Santana na terça-feira (31) e passou por perícia. “Constatamos várias manchas de sangue no carro inteiro. Na verdade, eu vi uma pequena quantidade, mas com a perícia a gente toma conhecimento que o carro está todo sujo de sangue, aparentemente foi lavado de uma forma mal lavada, mas não adianta nada. Vai mostrar que houve uma morte violenta da senhora Gabriela. Não posso precisar que ela foi morta dentro do veículo, mas que ela esteve dentro do veículo após morte ou no curso, sim. A perícia vai determinar com maior ratificação, até porque vai ser feita a pesquisa de DNA”, disse a delegada em entrevista ao Acorda Cidade.

Gabriela estava desaparecida desde o dia 22 de agosto. O corpo dela foi encontrado após uma semana, em um matagal às margens da BR-116. Ela estava seminua, apenas com as vestimentas da parte de baixo.

Segundo Klaudine, como o corpo de Gabriela foi encontrado em avançado estado de decomposição, a perícia que vai constatar se o sangue presente no carro é dela precisa acontecer o mais rápido possível.

Segundo a investigação, o médico teve contato com Gabriela no dia em que ela desapareceu, o que é confirmado pela defesa do suspeito. Os dois saíram juntos no sábado e no domingo, dia do desaparecimento. Eles beberam juntos, teriam discutido e brigado.

O caso é investigado pela 1º Delegacia, após concordância da Delegacia de Homicídios.

 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas