Médico veta participação de Bolsonaro no debate da Globo

brasil
03.10.2018, 13:08:52
Atualizado: 03.10.2018, 13:12:37
Candidato não vai ao último debate antes do primeiro turno (Foto: AFP)

Médico veta participação de Bolsonaro no debate da Globo

"Ele está muito bem, mas não está em condições de ficar mais do que dez minutos conversando", disse

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O cirurgião Antônio Macedo, um dos médicos da equipe que atendeu o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, confirmou nesta quarta-feira, ao Broadcast Político, que vetou a participação do presidenciável no debate da TV Globo, na quinta-feira (4) - o último antes do primeiro turno das eleições

Segundo Macedo, que visitou Bolsonaro esta manhã no Rio acompanhado do médico Leandro Echenique, o candidato se recupera bem e os antibióticos foram suspensos, mas foi aplicada infusão de ferro para melhorar a anemia. "Ele está muito bem, mas não está em condições de ficar mais do que dez minutos conversando", disse.

Questionado sobre as transmissões que o candidato do PSL tem feito pessoalmente no Facebook diariamente desde a última segunda-feira, dia 1º, o médico disse que a avaliação foi feita especificamente para o debate. "Nós contraindicamos a ida dele ao debate."

De acordo com o doutor Macedo, uma nova avaliação será feita na próxima semana e ainda não há previsão para quando Bolsonaro possa participar novamente dos debates.

O militar da reserva deixou o hospital paulistano no último sábado, dia 29. Desde então, permanece em casa e ainda mantém uma bolsa externa para coletar as fezes após a colostomia a que foi submetido depois do atentado em Juiz de Fora (MG).
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas