Menino de 10 anos é espancado, toma três tiros e pede ajuda em hospital

salvador
05.09.2019, 12:45:00
Atualizado: 05.09.2019, 13:03:09
(Foto: Tailane Muniz/CORREIO)

Menino de 10 anos é espancado, toma três tiros e pede ajuda em hospital

Caso aconteceu no bairro Sete de Abril, em Salvador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um menino de 10 anos foi encontrado baleado e com sinais de espancamento, na manhã desta quarta-feira (4), na área externa do Hospital Eládio Lasserre, no bairro de Cajazeiras, em Salvador. 

A Polícia Militar informou, por meio de nota, que funcionários da unidade de saúde encontraram o garoto e solicitaram uma equipe da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Cajazeiras), para quem relataram que a criança não deu detalhes sobre como foi machucada.

A própria equipe do hospital, ainda de acordo com a corporação, socorreu a vítima - que se limitou a dizer aque o crime aconteceu no bairro vizinho, Sete de Abril, onde mora com a família. A 50ª CIPM, que atua na área, diz que não foi chamada para atender à ocorrência.

O CORREIO esteve no hospital, onde o garoto segue internado, e confirmou que ele deu entrada com pelo menos três perfurações de bala. Não há informações sobre o estado de saúde da criança.

O serviço de Assistência Social do Eládio Lasserre informou à reportagem que a mãe da criança acompanha o filho no hospital. Ela não quis conversar com o CORREIO. Na Rua da Barragem, onde o menino mora, vizinhos também não quiseram comentar o caso.

Questionada sobre as circunstâncias do crime, a Polícia Civil informou apenas que o fato ocorreu nas "imediações" de Cajazeiras e que é investigado pela Delegacia de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (Dercca), além da delegacia da área - a 13ª Delegacia (Cajazeiras).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas