Mercado gamer: 'O espaço para mulheres negras é minúsculo', diz streamer Jinki; veja

tecnologia
29.06.2021, 21:00:22
Atualizado: 29.06.2021, 21:30:17

Mercado gamer: 'O espaço para mulheres negras é minúsculo', diz streamer Jinki; veja

Paulista de 23 analisa representatividade das mulheres negras nos games e muito mais

O sonho dos pais, por muitas vezes, acaba não combinando com os dos filhos. Mas isso não quer dizer que o produto final, os recebimentos, sejam diferentes. Pelo contrário, o caminho escolhido pelos filhos pode dar bem mais certo. Foi o que aconteceu com a paulista Gabriela ‘Jinki’, streamer de 23 anos.

Os pais sonhavam que ela cursasse Pedagogia e fosse professora. Mas não bem isso que ela queria. “Eu sempre fui muito teimosa”, contou ela, membro da equipe Garotas Magicas, formada apenas por mulher, e do SBT Games, ao colunista do CORREIO Ivan Dias Marques. A entrevista faz parte da segunda edição do CORREIO Gamer, série de bate-papos sobre o mundo dos games promovida pelo CORREIO. 

Jinki resolveu, na verdade, cursar Rádio e TV e, a partir de seu TCC, sobre representatividade negra no mundo gamer, resolveu ser streamer e buscar uma maior inserção das mulheres negras no setor. “O espaço [para mulheres negras] é minúsculo. O meio gamer sempre foi um meio majoritariamente branco e as pessoas que sempre tiveram à frente dele, sempre foram privilegiadas. Até pra você ter um PC hoje isso é um privilégio, com a situação financeira de muitas pessoas do Brasil”, opina.

Em cerca de 30 minutos de papo, a streamer, que possui cerca de 30 mil seguidores no Twitch, principal plataforma usada pelos profissionais de game, contou como foi alvo de xingamentos racistas, como juntou o dinheiro para comprar o primeiro PC e suas expectativa de futuro. Veja:

A programação do CORREIO Gamer segue nessa quarta-feira (30), ao vivo, às 21h, no perfil do Instagram do CORREIO, num bate-papo sobre mercado e investimentos no setor de games com Lukas ‘LKZ’ Walter (CEO da startup Beyond Digital Sports), Suellen Aranda (CEO da equipe Esquadrão Golden) e Dbraz (streamer afiliado à BDS).

*O CORREIO Gamer conta com patrocínio da Oi Fibra

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas