Meteoro é visto cruzando céu de quatro estados do Nordeste; veja vídeo

brasil
20.04.2022, 18:16:00
(Reprodução/Clima ao Vivo)

Meteoro é visto cruzando céu de quatro estados do Nordeste; veja vídeo

Fenômeno foi registrado em ao menos sete cidades

Cerca de sete cidades de quatro estados do Nordeste registraram a passagem de um meteoro na noite desta terça-feira (19). Os registros foram feitos nos municípios de Sertânia (PE), Cabrobó (PE), Bonito (PE), Monteiro (PB), Barbalha (CE), Brejo Santo (CE) e Nossa Senhora da Glória (SE). As imagens foram feitas por câmeras do Clima ao Vivo.

De acordo Marcelo Zurita, astrônomo e diretor da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon), asteroides, meteoroides e cometas orbitam o Sol em uma velocidade altíssima, "algo entre 40 mil e 266 mil quilômetros por hora."

"Quando atingem a atmosfera da Terra nessa velocidade, mesmo fragmentos tão pequenos quanto um grão de areia são capazes de aquecer instantaneamente os gases atmosféricos, gerando um fenômeno luminoso chamado de meteoro. Então, o meteoro é apenas o fenômeno luminoso, nada mais. Meteoro não é sólido, não é líquido e nem gasoso, é apenas luz. Popularmente, o meteoro é também chamado de estrela cadente", explica.

De maneira geral, quanto maior o objeto, mais luminoso será o meteoro. E quando sua luminosidade supera o brilho de Vênus, o meteoro é comumente chamado de 'bola de fogo'. Algumas vezes, dependendo também da velocidade e do ângulo de entrada, o meteoroide ou asteroide é grande o suficiente para atingir as camadas mais densas da atmosfera. Nesses casos, além de formar uma bola de fogo mais espetacular, o meteoro geralmente termina com um evento explosivo. Esse tipo de meteoro também é chamado de bólido.

Especialistas analisam as imagens capturadas por câmeras de monitoramento climático e astronômico.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas