Miliciano envolvido em morte de contraventor no Rio é preso na Bahia

bahia
12.01.2021, 18:46:19
Atualizado: 12.01.2021, 19:13:51
Alberto Maraux/SSP

Miliciano envolvido em morte de contraventor no Rio é preso na Bahia

Soldado da PM do Rio de Janeiro foi preso em Canavieiras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um policial militar acusado de integrar milícias no Rio de Janeiro, e envolvido na morte do contraventor Fernando Iggnácio de Miranda, no dia 10 de novembro de 2020, no Rio, foi preso na tarde desta terça-feira, 12, na Bahia. A prisão de Rodrigo Silva Neves, de 30 anos, ocorreu durante uma ação conjunta das polícias Civil e Militar da Bahia e do Rio de Janeiro. Rodrigo estava escondido em uma pousada, na cidade baiana de Canavieiras, na região Sul do estado.

A ação ocorreu após uma uma ligação anônima para o Centro Integrado de Comunicações (Cicom), e contou com a participação de equipes da 6ª (Itabuna) e 7ª (Ilhéus) Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins) e da 71ª CIPM. Um outro homem encontrado com o miliciano também foi detido. Foragido da Justiça, Rodrigo já estava afastado da atividade operacional. 

A dupla foi encaminhada para a sede da 7ª Coorpin, na cidade de Ilhéus, onde após confirmação da identidade de Rodrigo, o mandado de prisão foi cumprido. Após exames, no Departamento de Polícia Técnica (DPT), o miliciano ficará à disposição da polícia carioca.

“Trabalhamos em parceria com as forças de segurança dos outros estados, visando sempre o combate ao crime organizado. As equipes de Ilhéus e Itabuna, com apoio da PM, vão apurar se o miliciano só se escondia na Bahia, ou se praticava algum tipo de crime”, informou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis.
 

Documento de identidade de Rodrigo
Documento de identidade de Rodrigo (Reprodução)
Miliciano também estava com o porte de arma no momento da prisão
Miliciano também estava com o porte de arma no momento da prisão (Reprodução)
Rodrigo estava com a carteira da PM do Rio de Janeiro
Rodrigo estava com a carteira da PM do Rio de Janeiro (Reprodução)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas