Morador de rua passa por mudança de visual em salão de beleza e decide mudar de vida

em alta
31.03.2022, 13:46:00
(Arquivo pessoal)

Morador de rua passa por mudança de visual em salão de beleza e decide mudar de vida

Ele foi resgatado por um cabeleireiro, e agora voltou a falar com a família, que mora na Itália

Bruno Henrique Cassimiro Ramos, morador das ruas de Votorantim, no interior de São Paulo, recebeu uma mudança extrema de visual após passar pelas mãos do cabeleireiro Leandro Matias, e resolveu transformar, também, o resto de sua vida.

Ele vivia próximo a um semáforo, do qual Leandro sempre passava por perto, quando o profissional resolveu o entregar um cartão do salão de beleza onde trabalha, com a promessa de mudar o seu visual. A situação aconteceu no último dia 24.

Apesar de Bruno não o ter procurado, Leandro persistiu, e, na semana seguinte, resolveu o levar para o salão. "Dei uma toalha e um sabonete para ele e falei 'vai lá e toma o banho da sua vida'. Depois, ele colocou um roupão meu e almoçou. Depois, fiz luzes no cabelo dele, cortei, fiz uma esfoliação no rosto dele, e também fizemos a sobrancelha. Na hora, ele ficou em choque, não acreditava que era ele", disse ao g1.

O cabeleireiro tirou fotos antes e depois da transformação, e publicou nas redes sociais, que bombou em compartilhamentos e comentários.

A postagem chegou a um dentista, que entrou em contato com Leandro, e realizará um tratamento dentário em Bruno. Doações também estão sendo feitas, através das redes sociais do cabeleireiro.

"Esse é Bruno, 33 anos, ele é de Goiânia e está morando nas ruas de Votorantim. Rapaz educado e com profissão ele é técnico de iluminação computadorizada, se alguém puder ajudar com emprego pra ele nessa área, e também precisa de doação de roupas camisa (M) calça (38) sapato (41)", publicou Leandro.

História de Bruno

Bruno revelou ao g1 que sua história passa por muitos momentos de abandono. Nascido em Minas Gerais, ele foi abandonado aos 5 anos pela mãe. Morou com a irmã, com o pai e até em um orfanato. Os dois parentes estão morando na Itália.

Contou que já foi para clínicas de reabilitação, duas vezes, na cidade de Araçatuba, onde trabalhou como técnico de iluminação. 

"Nesse tempo, eu fiquei com uma pessoa, estava bem, trabalhando, e, em 2019, fui fazer um trabalho na Ilha Comprida (SP). Foi quando descobri uma traição. Fiquei mal e decidi que iria embora para o interior. Não conhecia ninguém", explicou.

Chegando em Sorocaba, no interior de São Paulo, em fevereiro de 2020, ele passou a ficar nas ruas, e voltou a se envolver com drogas. Durante a pandemia, não recebeu muita ajuda.

"Nessa época, eu estava descrente da vida, não queria saber de nada. Quando o Leandro me encontrou, era o que eu estava precisando. A gente cansa da humilhação. Aquele não era o meu verdadeiro eu, então aceitei a mudança".

Após a mudança de visual, ele diz que se sentiu outra pessoa, e que sente saudades do trabalho. Reafirma que aproveitou a oportunidade para mudar de vida.

Agora, a irmã de Bruno entrou em contato com Leandro, através da publicação nas redes sociais, e está em diálogo com a família, para tentar levá-lo à Itália.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas