Morre o ex-treinador Valdir Espinosa após complicação em cirurgia

esportes
27.02.2020, 10:27:28
Atualizado: 27.02.2020, 10:30:14
(Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Morre o ex-treinador Valdir Espinosa após complicação em cirurgia

Ele teve passagens pelo Vitória em 1977, 1978 e 2001

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ex-jogador, treinador e diretor Valdir Espinosa morreu nesta quinta feira (27) aos 72 anos. Segundo o Globoesporte.com, ele submetido a uma cirurgia na região do abdômen no dia 17, mas acabou sendo internado novamente no dia 20 e não se recuperou. Valdir ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo.

Nascido em Porto Alegre, Espinosa começou sua carreira no futebol como jogador do Grêmio. Atuou por oito anos como profissional, passando por CSA, Esportivo, Caxias e Vitória nos anos de 1977 e 78, quando se aposentou. 

Após pendurar as chuteiras, ele iniciou a carreira como treinador no Esportivo. Desde então, construiu uma carreira sólida, com o auge em 1983, quando comandou o Grêmio campeão da Libertadores e do Mundial. Na época, o time contava com jogadores como Renato Gaúcho, De León, Paulo César Caju e Mário Sérgio.

Além disso, ele chegou a retornar ao Vitória em 2001, desta vez como treinador. O treinador também dirigiu algumas equipes internacionais, como o Cerro Porteño, do Paraguai, Al-Hilal, da Arábia Saudita, e Tokyo Verdy, do Japão. 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas