Mudanças na Lei Maria da Penha para agilizar medidas de proteção são sancionadas

brasil
14.05.2019, 11:26:43
Atualizado: 14.05.2019, 11:30:39

Mudanças na Lei Maria da Penha para agilizar medidas de proteção são sancionadas

Lei possibilita maior agilidade na tomada de decisão por autoridades da Justiça e da Polícia

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (14), mudanças na Lei Maria da Penha para facilitar a aplicação de medidas protetivas de urgência a mulheres ou a seus dependentes, em casos de violência doméstica ou familiar. A lei sancionada possibilita maior agilidade na tomada de decisão por autoridades da Justiça e da Polícia. 

De acordo com a norma, verificada a existência de risco atual ou iminente à vida ou à integridade física da vítima, o agressor será imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência com a pessoa ofendida. A medida de afastamento caberá à autoridade judicial; ao delegado de polícia, quando o município não for sede de comarca; ou ao policial, quando o município não for sede de comarca e não houver delegado disponível no momento da denúncia.

Além do afastamento imediato, a lei determina que, nos casos de risco à integridade física da ofendida ou à efetividade da medida protetiva de urgência, não será concedida liberdade provisória ao preso. 

Outra mudança prevê que, quando as medidas forem determinadas por delegado ou policial, o juiz precisa ser comunicado no prazo máximo de 24 horas e ele decidirá, em igual prazo, sobre a manutenção ou a revogação da medida aplicada, devendo dar ciência ao Ministério Público concomitantemente. Antes, a autoridade policial tinha um prazo de 48 horas para remeter ao juiz os dados da ocorrência de agressão e, só depois disso, o juiz decidiria quais medidas de proteção seriam aplicadas. 

O novo texto estabelece ainda que o juiz competente providenciará o registro da medida protetiva de urgência em banco de dados mantido e regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça, garantido o acesso do Ministério Público, da Defensoria Pública e dos órgãos de segurança pública e de assistência social, "com vistas à fiscalização e à efetividade das medidas protetivas".


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netflix-divulga-teaser-da-terceira-temporada-de-the-crown/
A nova temporada irá focar no período da Guerra Fria, entre 1964 e 1977
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gravida-passa-mal-apos-incendio-em-predio-de-brotas-veja-video/
Mulher foi atendida pelo Samu; causa do incêndio é desconhecida
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/marinheiro-salvou-filho-durante-incendio-em-lancha-na-baia-de-todos-os-santos/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-armado-invade-shopping-de-salvador-e-assusta-clientes/
Ele é suspeito de praticar assaltos em uma passarela perto do estabelecimento
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anelis-assumpcao-apresenta-show-inedito-em-salvador-neste-sabado/
Anelis & Os Gostas é atração do Intercenas Musicais, na Commons
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pai-e-preso-por-afogar-filho-de-2-anos-em-bacia-para-fazer-ex-sofrer/
Ele contou a amigo que foi traído pela mãe da criança e queria se vingar
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/black-alien-fala-sobre-novo-disco-estou-sendo-eu-mesmo/
Lançado em abril, Abaixo de Zero: Hello Hell é apresentado no Pelourinho neste sábado (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-procura-casal-que-roubou-r-400-mil-de-idosas-na-barra-veja-video/
Irmãs, vítimas têm 89 e 93 anos; homem e mulher entraram disfarçados em prédio
Ler Mais