Mulher é assassinada a tiros no Horto Florestal

salvador
16.02.2020, 13:05:00
Atualizado: 17.02.2020, 09:43:23

Mulher é assassinada a tiros no Horto Florestal

Crime ocorreu por volta das 4h, nas imediações do condomínio de luxo Villaggio Panamby

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Bruno Wendel/CORREIO

O Horto Florestal, um dos metros quadrados mais caros de Salvador, voltou a ser palco da violência. Dois meses depois de um ataque a tiros, que deixou quatro mortos – entre eles um bebê -, uma mulher, ainda não identificada, foi assassinada com vários disparos na madrugada deste domingo (16). 

A mulher foi morta na Alameda dos Ipês - trecho que liga o Horto à Avenida Juracy Magalhães, nas imediações do condomínio de luxo Villaggio Panamby. O crime aconteceu por volta das 4h. Segundo um segurança de uma empresa privada que atua no local, pelos menos três homens armados passaram por um dos seguranças que fazia a ronda pouco antes do crime. “Eles estavam num carro escuro e, armados, mandaram o nosso colega sair. Instante depois, ouvimos vários tiros”, contou. 

Logo após, os seguranças foram até o local e encontraram somente o corpo da mulher debruçado no chão e sem sinais vitais. “Como não tinha mais nada a fazer, ligamos para a Polícia Militar e a Civil. Ela estava sem documentos, segundo os peritos do Departamento de Polícia Técnica. A mulher é negra, usava um short marrom e um top preto”, detalhou o segurança. 

Quem mora no entorno, além dos tiros, escutou gritos. “No primeiro momento foram tiros sequenciais. Muitos tiros. Depois uma pausa de segundos e, em seguida, mais dois tiros. Era como se fossem pelo menos duas pessoas atirando. Após, escutei gritos de uma mulher, como se estivesse se assustado com alguma coisa. Não deu para ouvir mais por conta de um barulho de uma festa que acontecia perto do local do crime”, contou uma moradora ao CORREIO. 

Em nota, a Polícia Civil informou que equipes da 1ª Delegacia de Homicídios (DH / Atlântico) investigam a morte "Conforme informações preliminares, um grupo de homens armados atiraram contra a vítima. Imagens de câmeras de vigilância da região estão sendo analisadas", informou. Já a Polícia Militar informou em nota que não foi acionada para atender esta ocorrência.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas