Mulher morre ao ser atingida durante perseguição da PM a bandidos

minha bahia
28.11.2020, 19:01:00
(Foto: Reprodução/TV Bahia)

Mulher morre ao ser atingida durante perseguição da PM a bandidos

Ela passava de carro próxima ao local do tiroteio e foi baleada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma mulher de 37 anos morreu, no final da noite desta sexta-feira, 27, após ser baleada ao passar de carro próxima ao local onde ocorria uma perseguição policial. A situação ocorreu na rua Nova Brasília de Valéria, no bairro de Valéria, envolvendo uma guarnição da Polícia Militar e um suspeito em uma moto. Segundo nota emitida pela Polícia Civil, houve troca de tiros entre os militares e o homem, que seria foragido da Justiça. As informações são da TV Bahia.

De acordo com a PM, o caso aconteceu por volta das 23h de sexta. O suspeito estava em uma moto, furou o bloqueio da abordagem policial e fugiu. A nota da PM diz ainda que os militares foram atrás do homem. A nota da Polícia Civil fala em troca de tiros durante a perseguição.

A vítima foi identificada como Elaine Priscila de Almeida Lima. Ela dirigia um carro e foi baleada no pescoço, no meio do tiroteio. Ferida, perdeu o controle do veículo e bateu na viatura da polícia no meio da perseguição. Elaine foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Valéria, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda segundo informações da polícia, o suspeito que fugiu na moto também ficou ferido e foi socorrido para o Hospital do Subúrbio, onde está sob custódia. A identidade e o estado de saúde do homem não foram divulgados. Mas, a nota da Polícia Civil informou que havia um mandado de prisão em aberto contra o suspeito por participação em um assalto a um carro-forte, em Periperi, em janeiro de 2019.

Em reportagem do site G1 Bahia, é informado ainda que o suspeito também está sob investigação por homicídio, já foi condenado por porte ilegal de armas em uma tentativa de homicídio e responde a processo por lesão corporal no trânsito. Os PMs envolvidos no caso prestaram depoimentos e tiveram as armas recolhidas para perícia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas