Mulheres superam homens no uso excessivo de álcool no Carnaval de Salvador

carnaval
27.02.2017, 15:05:00

Mulheres superam homens no uso excessivo de álcool no Carnaval de Salvador

Do total, 53% dos pacientes atendidos nos módulos assistenciais à saúde foram do sexo feminino

Houve redução nos casos de intoxicação alcoólica no Carnaval de Salvador, de acordo com equipes de Saúde que atuam no Carnaval. Até as 6h da última segunda-feira (27), os módulos assistenciais à saúde montados pela prefeitura contabilizaram 379 ocorrências por embriaguez, uma queda de 11,7% comparado com o mesmo período do ano passado quando foram registradas 429 admissões por alcoolemia.

Apesar da queda no número de foliões fazendo o uso excessivo do álcool, a quantidade de mulheres que deram entrada nos módulos com o quadro de embriaguez continua superando a de homens com os mesmos sintomas, como tem acontecido nos últimos anos. Do total, 53% dos pacientes atendidos foram do sexo feminino.

Para o secretário municipal da Saúde, José Antonio Rodrigues Alves, a preferência por bebidas mais adocicadas, normalmente com maior teor alcoólico, tem contribuído para acelerar o processo de alcoolemia entre o público feminino.  "As mulheres são mais afeitas a utilização de bebidas mais adocicadas, com índice de teor alcoólico muito maior que as cervejas, por exemplo. Isso faz com que elas tenham um processo de intoxicação mais rápida", pontua.

O médico Ivan Paiva, coordenador hospitalar e de urgência de Salvador, descartou o mito de que o organismo das mulheres sejam menos resistentes à exposição ao álcool que dos homens. "Não há diferença entre o organismo masculino e o feminino no que diz respeito à recepção do álcool. A diferença está nos hábitos adotados por cada um, como a escolha da bebida. O que pode ocorrer é que o fígado daquela pessoa, homem ou mulher, que bebe com mais frequência, acaba por desenvolver uma capacidade maior de metabolizar o álcool ingerido. E claro que as bebidas mais fortes vão ter o potencial de levar o indivíduo ao estado de embriaguez com mais rapidez”, diz.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas