'Não assinatura de Bolsonaro é para mim um 2º prêmio Camões', diz Chico

brasil
09.10.2019, 16:15:51
Atualizado: 09.10.2019, 16:19:55
(Arquivo AFP)

'Não assinatura de Bolsonaro é para mim um 2º prêmio Camões', diz Chico

Presidente disse que assina premiação até 2026; Chico recebeu 100 mil euros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Após o presidente Jair Bolsonaro afirmar, na terça-feira, 8, que só assinaria o diploma do Prêmio Camões, destinado a Chico Buarque, em 31 de dezembro de 2026, o cantor e compositor fez uma rara declaração em sua página no Instagram. "A não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo prêmio Camões", diz o post do músico.

O anúncio de que Chico Buarque de Holanda havia vencido o Prêmio Camões de 2019, pelo conjunto de sua obra, foi feito em maio passado e o valor total é de 100 mil euros, com o pagamento dividido entre Brasil e Portugal. A parte brasileira, por sinal, já foi paga em junho.

Trata-se da maior distinção em literatura da escrita portuguesa. A eleição aconteceu na Biblioteca Nacional, no Rio, onde, após uma reunião de duas horas, um júri anunciou o nome vencedor.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas