'Não há pedofilia', diz promotor após visitar mostra cancelada

brasil
12.09.2017, 18:38:00
Obra influenciada pelo tumblr 'Criança Viada' foi acusada de sexualizar menores (Reprodução)

'Não há pedofilia', diz promotor após visitar mostra cancelada

Após protestos, mostra em Porto Alegre fechou as portas

Um dia após depois que uma exposição sobre diversidade sexual em Porto Alegre foi cancelada, dois promotores do Ministério Pùblico do Rio Grande Sul visitaram o Santander Cultural, onde a mostra aconteceu. Manifestantes protestaram contra a mostra afirmando que esta promovia pedofilia, zoofilia e desrespeitava símbolos religioso. 

O promotor da Infância e da Juventude de Porto Alegre, Julio Almeida, afirmou que foi até o local para verificar se havia sinais de promoção da pedofilia. "Fomos examinar in loco, ver realmente quais obras que teriam conteúdo de pedofilia. Verificamos as obras e não há pedofilia. O que existe são algumas imagens que podem caracterizar cenas de sexo explícito. Do ponto de vista criminal, não vi nada", afirmou ele em entrevista ao G1. 

Almeida citou o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para explicar quando se configura pedofilia. "Não há crianças e adolescentes em sexo explícito ou exposição de genitália de crianças e adolescentes. Também não há obras que façam com que a criança seja incentivada a fazer sexo com outra criança", afirma o promotor. 

A coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões, Denise Villela, também visitou o local. Juntos, eles analisaram as mais de 200 obras expostas e concluiram que de quatro a cinco podem ter cunho sexual. O promtor sugeriu que essas imagens poderiam estar em um espaço reservado dentro da mostra. Apesar disso, ele destaca que o ECA não trata claramento de faixa etária para exposições.

"O ECA é muito claro (sobre classificação indicativa) para revistas, peças de teatro, programas de televisão, entre outros. Para museu não tem algo objetivo. É a primeira vez, em 20 anos na promotoria, que vejo isso", afirma. Segundo o promotor, diversos museus espalhados pelo mundo exibem obras que incluem nu frontal sem nenhuma restrição para crianças. Ele cita como exemplo a Estátua de David, que fica no Museu de Florença, na Itália.

Um abaixo-assinad, organizado na internet pede a reabertura da exposição Queermuseu no Santander Cultural. Até as 14h desta terça-feira (12) mais de 37 mil pessoas já tinham se manifestado favoravelmente. O texto do abaixo-assinado classifica de "retrocesso" o cancelamento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas