'Não pretendo e nem penso em perdoar Kátia Vargas', diz mãe de Emanuel e Emanuelle

salvador
06.12.2017, 11:33:57
(Mauro Akin Nassor/CORREIO)

'Não pretendo e nem penso em perdoar Kátia Vargas', diz mãe de Emanuel e Emanuelle

Médica é acusada de matar jovens em acidente de trânsito

Marinúbia Gomes, mãe dos irmãos Emanuel e Emanuelle, não aguentou assistir todo depoimento da médica Kátia Vargas, que acontece na manhã desta quarta-feira (6) no Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré.

"Em momento nenhum desejo injustiça a Kátia Vargas. Eu não quero mal a ela. Quero que responda pelo fato. Kátia Vargas sabe e por isso eu me abstive disso. Não pretendo e nem penso em perdoar Kátia Vargas. Ela que tem que se perdoar. Meu perdão é perante deus, perante ela não", afirmou a mãe dos jovens quando saiu do fórum. 

ACOMPANHE EM TEMPO REAL O SEGUNDO DIA DO JULGAMENTO

A enfermeira Marinúbia ficou cerca de 30 minutos fora do salão do júri.

"Eu estou excitada o tempo todo mas preciso me controlar. Desde que eu perdi meu filho, sou uma pessoa magoada, triste, arrasada mas procuro me controlar", declarou Maribúbia . 

Mãe acompanhou primeiro dia de júri
Ontem, a enfermeira Marinúbia Gomes considerou satisfatório o primeiro dia de julgamento. “Fiquei super satisfeita com o julgamento hoje. Correspondeu às minhas expectativas. Eu acredito e continuo com fé na justiça, que é só que nós queremos: a justiça. O que está em julgamento não é a pessoa Kátia Vargas, mas o fato. Ela pode ser até uma boa pessoa, mas o que está se julgando hoje é o fato, o acontecimento. Tenho fé na justiça. Estou tranquila”, declarou Marinúbia ao CORREIO, logo após deixar o Fórum Ruy Barbosa, na noite desta terça-feira (5), primeiro dia do júri.

Ao chegar para o primeiro dia do júri, ela foi abraçada por algumas pessoas, na saída, e chorou bastante. Pela manhã, Marinúbia já tinha falado com o CORREIO sobre a expectativa para o julgamento. "A luta não é por vitória, é por justiça", comentou.

Após ver Kátia Vargas pela primeira vez, ontem no salão do júri, a mãe de Emanuel e Emanuelle deixou o salão do júri do Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré, onde acontece o primeiro dia de julgamento da médica.

Kátia é acusada de provocar o acidente, no qual morreram os dois filhos da enfermeira Marinúbia Gomes, no bairro de Ondina, em outubro de 2013. Marinúbia saiu do salão 45 minutos depois do início do júri. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas