'Não vai faltar uma gota de suor para honrar o manto', garante Alemão

e.c. vitória
13.01.2022, 17:33:00
Alemão foi apresentado pelo Vitória nesta quinta-feira (13) (Pietro Carpi/EC Vitória)

'Não vai faltar uma gota de suor para honrar o manto', garante Alemão

Lateral-direito foi apresentado pelo Vitória e citou características: 'Jogador muito aguerrido, disposto, agudo'

O lateral-direito Alemão foi um dos primeiros reforços anunciados pelo Vitória para a temporada 2022. Aos 31 anos, o jogador já tem experiência em Série C e, em 2021, conquistou o acesso pelo Criciúma. Neste ano, terá pela frente a mesma missão, dessa vez com o Leão. E, ao menos em um primeiro momento, já ganhou o status de titular.

O atleta foi um dos 11 escolhidos pelo técnico Dado Cavalcanti para começar o jogo-treino contra a equipe sub-20, o único antes da estreia do rubro-negro no Campeonato Baiano. O primeiro desafio na temporada será neste domingo (16), às 16h, contra o Juazeirense, no Barradão.

Nesta quinta-feira (13), Alemão foi apresentado oficialmente pelo Vitória, e avaliou suas características. Segundo o lateral, ele gosta de priorizar o simples no trabalho, mas que seja bem feito.

"Sou um jogador muito aguerrido, disposto, agudo. Um jogador que gosta de muita transição ofensiva, que não inventa muito. Eu até brinco com os meus companheiros: faça o simples, faça o feijão com arroz bem feito que você vai se dar bem. Mas eu procuro hoje mais defender primeiro para poder atacar. A nação rubro-negra pode esperar de mim muita raça e determinação, que, se depender de mim, não vai faltar uma gota de suor no meu corpo para honrar esse manto aqui", disse.

Alemão também elogiou o modelo de jogo implantado por Dado nos treinos, com liberdade para os laterais. Ele ainda falou sobre a concorrência com Iury, outro contratado pelo Vitória para a posição, mas descartou um clima ruim. Para o jogador, entrará quem merecer.

"As minhas características são mais ofensivas. Temos responsabilidade, primeiro, para defender. Mas, durante a semana, o professor Dado já está montando esquema que está dando total liberdade para os laterais. Independente da negativa do Vitória em 2021, venho para fazer o meu melhor, para dar o meu máximo, respeitando todos os meus companheiros, todos atletas que passaram. Sou um jogador que não desisto nunca, aguerrido, e vou dar o meu melhor. Creio que esse ano vai ser positivo, comigo e com o Iury, que é meu parceiro de posição. Vamos brigar sem ter maldade um com outro. Que jogue o melhor, o que for melhor para o Vitória. O Vitória está bem servido esse ano de lateral-direito", afirmou.

O jogador também comentou sobre o jogo-treino contra a equipe sub-20. Para ele, o teste foi positivo. "Foi o primeiro trabalho em campo aberto, em modelo de jogo mesmo. Tenho certeza que fizemos o posicionamento que a gente treinou durante a semana. Principalmente defensivamente e alguns posicionamentos ofensivamente. Claro que ainda falta um pouquinho de perna, um pouquinho de força. Nosso tempo é curto. Então a gente tem que mesclar trabalho de força com trabalho técnico", falou.

"Eu fiquei feliz não só com o meu desempenho, mas com o de toda a equipe. Claro que a equipe sub-20 é um pouquinho inferior, não é parâmetro para isso, mas creio que a gente já está assimilando o que o professor Dado está implantando. Se Deus quiser, com os pés no chão, com trabalho... Temos dois dias ainda de trabalho para estreia, para gente conseguir efetuar o máximo e ter efetividade no que a gente treinou para que possamos já estrear com uma vitória dentro de casa, que é muito importante para nós e para o nosso torcedor", completou.

Antes de chegar ao Vitória, Alemão rodou por vários times, com passagens pelo Taboão da Serra, Serrano, Nacional-SP, Flamengo-SP, União Barbarense, Independente de Limeira, Bragantino, Botafogo, Internacional, Paraná, Figueirense, Londrina, Água Santa e Portuguesa, além do Pohang Steelers, da Coreia do Sul. O currículo é vasto, mas ele garante: o Leão está entre os principais clubes por onde já passou.

"Para mim, é uma das camisas mais pesadas que eu já vesti. Respeito muito grande, a torcida tem total direito de cobrança. Mas eu acho que empenho e determinação não vão faltar. Sempre vamos nos doar para dar o melhor ao Vitória. A nossa responsabilidade, independente de estar na Série C, Série A, Série B, D, E, Z, a partir do momento que você veste um manto, um escudo, você tem que defendê-lo da melhor maneira possível. Vamos guerrear para dar alegria ao nosso torcedor e, se Deus quiser, no final da temporada, conseguir nosso acesso".

O jogador também falou sobre a saída do Criciúma, após o término do contrato. Alemão falou que teve sondagens de times de São Paulo, mas preferiu o Vitória 'sem pensar duas vezes'.

"Meu vínculo acabou, e não tivemos contato sobre renovação. Tive algumas sondagens do futebol paulista, mas, quando recebi o convite do Vitória, não pensei duas vezes em assinar esse contrato. É um clube que já conhecia, de amigos que já passaram. Conhecia a estrutura. É um clube de tamanha grandeza e respeito, uma torcida maravilhosa. Sou movido a desafios, e o desafio de 2022 para mim é colocar de novo o Vitória na Série B e na Série A, que é o lugar de onde nunca deveria ter saído. Agradecer a Deus pela oportunidade e dar o máximo para honrar esse manto, que é sagrado".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas