'Não vamos deixar o Brasil parar', diz ACM Neto ao ser reeleito presidente do DEM

bahia
30.05.2019, 13:38:16
Atualizado: 30.05.2019, 13:52:26

'Não vamos deixar o Brasil parar', diz ACM Neto ao ser reeleito presidente do DEM

Prefeito de Salvador foi reconduzido ao cargo durante convenção em Brasília

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O prefeito de Salvador, ACM Neto, foi reeleito presidente do partido Democratas nesta quinta-feira (30), durante convenção da legenda em Brasília. Ao ser reconduzido ao cargo, ele declarou que pretende orientar os correligionários a apoiar a agenda de reformas para o país.

"Hoje, reeleito presidente do @democratas, reafirmo nosso compromisso com o avanço do Brasil e nosso apoio à agenda das reformas que vão promover um novo momento de prosperidade para o país. O nosso partido está de mãos dadas pq temos um propósito: não vamos deixar o Brasil parar!", postou o perfil oficial do prefeito no Twitter.

Apoio formal
Neto afirmou ao Estadão Conteúdo que o partido declarará apoio formal à reforma da Previdência. Ele ressaltou, porém, que não será discutido o apoio formal ao governo do presidente da República, Jair Bolsonaro. 

"Temos um compromisso com o País, independentemente de compor ou não uma base formal, isso não está em pauta. Partido todo vai se unir em torno da reforma da Previdência, de forma categórica de apoio integral, absoluto e irrestrito. Nosso compromisso é, sobretudo, com a agenda de reformas econômicas do país, com o que interessa", disse o prefeito. 

Sobre fechamentos de questão em votações no Congresso, Neto afirmou que isso dependerá das reuniões das Executiva Nacional do partido. Nestes casos, os deputados ou senadores que votarem de forma diferente da indicação da sigla, podem ser penalizados.

Sobre críticas que o DEM tem recebido de aliados do governo no Congresso, de comandar três ministérios e não apoiar todas as propostas do Executivo na Câmara e no Senado, Neto afirmou que "quem tem a preocupação com o andamento com a agenda do país deve somar esforços e não usar as redes sociais ou o plenário para provocações". "Acho que, às vezes, alguns aliados do governo perdem tempo com fogo amigo. Poderiam estar somando esforços para o que é importante. Não vou incorrer no mesmo erro", disse.

Abaixo, assista à convenção nacional do DEM.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas