Navio veleiro Cisne Branco chega a Salvador e será aberto para visitação

salvador
18.10.2018, 18:44:00
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Navio veleiro Cisne Branco chega a Salvador e será aberto para visitação

Embarcação da Marinha do Brasil pode ser acessada de graça no sábado

O Navio Veleiro (NVe) Cisne Branco, da Marinha do Brasil, chegou ao Porto de Salvador na manhã desta quinta-feira (18), onde vai ficar ancorado até o próximo domingo, com abertura para visitação gratuita no sábado (20), das 10h às 17h30.

Nesta sexta (19), a embarcação vai participar de uma velejada com estudantes vencedores do concurso nacional de redação “Operação Cisne Branco”. O vencedor na categoria fundamental é o baiano Matheus Francisco Luquini de Souza, do Colégio Militar de Salvador; já a vencedora na categoria ensino médio é Isadora Schneider Ludwing, do Colégio Militar de Porto Alegre.

Curiosidades
O capitão tenente André Oliveira falou sobre algumas das curiosidades da embarcação, construída por ocasião da comemoração dos 500 anos do Descobrimento do Brasil. Uma delas é a tradição de construir o mastro principal do navio, que tem 45 metros de altura, em cima de uma moeda, para dar sorte nas aventuras pelo mar.

“É um costume que vem desde a Grécia, onde a moeda era usada para agradar aos deuses”, explicou o capitão tenente ao CORREIO.

A reportagem teve acesso à embarcação nesta quinta (18), e pôde conferir, entre outras atrações, o cartão-postal do navio, o chamado “Lobby da Santa”, onde fica uma imagem da Nossa Senhora da Boa Esperança, protetora dos marinheiros, e um belo vitral com a imagem do Cisne Branco navegando na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

Os visitantes que puderem acessar a embarcação vão ter acesso também à câmara do NVe, onde fica o camarote do comandante, que é composto de um escritório, dormitório e banheiro.

O passadiço, local do moderno sistema de navegação do navio, com equipamentos de última geração, também chama a atenção. No entanto, mesmo com toda a sofisticação, as manobras são feitas sem o auxílio de nenhuma tecnologia, do modo antigo, no “olhômetro” dos marinheiros mais experientes.

Confira algumas fotos da embarcação.

(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas