'Nem acelerar a retomada, nem tomar decisão de cancelamento', diz Rui sobre aulas

coronavírus
09.09.2020, 10:58:00
Atualizado: 09.09.2020, 11:00:50
(Arquivo AFP)

'Nem acelerar a retomada, nem tomar decisão de cancelamento', diz Rui sobre aulas

ACM Neto também afirmou que agora não é hora de definir uma data de retorno

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A volta às aulas em Salvador e toda a Bahia segue incerta. Em evento que aconteceu no bairro de Pirajá nesta quarta-feira (9), tanto o prefeito ACM Neto quanto o governador Rui Costa afirmaram que ainda é cedo para estipular uma data de retorno. Eles falaram da possibilidade de cancelamento do ano letivo, afirmando que também não é possível ainda fazer essa opção.

"Nós estamos com tudo preparado, mas aguardando um momento de maior segurança", disse Rui. Ele citou estados que estão fazendo o retorno, como Rio Grande do Sul e São Paulo, e outros que anunciaram que só vão retornar em 2021, como o Rio Grande do Norte. "Nesse momento preferimos cautela", afirmou o governador. "Nem acelerar a retomada, nem tomar a decisão de cancelamento (do ano letivo). Queremos aguardar um pouco mais pra ver o comportamento da doença", disse.

Segundo Rui, a covid-19 está em "forte declínio" em todo estado, exceto na região Sul, onde esse recuo tem acontecido mais devagar. "A queda tem ocorrido, mas muito lentamente, é a região que ainda estamos com taxa de ocupação relevante. Mas no resto estamos caindo substancialmente, caindo também o número de óbitos, mas vamos aguardar uma queda mais substantiva para fixar eventualmente a data do retorno", disse.

O prefeito ACM Neto lembrou que equipes das duas gestões estão em contato permanente sobre a educação, voltando a afirmar que a decisão deve ser conjunta e com protocolo similar. "Eu penso que é preciso ainda ter um tempo pro futuro dessa retomada e como voltar. Caso consigamos voltar nesse ano de 2020, é óbvio que não vai ser possível voltar tudo de vez, mas com muitos limites, cuidados, muitas regras", destacou. 

Ele também disse acreditar que não é o momento para "antecipar a impossibilidade de retomada no ano de 2020". "Vamos esperar um pouco mais para tomar uma decisão mais segura", finalizou Neto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas