No 14º dia, três ataques são registrados em Fortaleza

brasil
16.01.2019, 09:18:31

No 14º dia, três ataques são registrados em Fortaleza

Dois homens foram detidos com galões de gasolina e coquetéis molotov

O 14º dia de ataques empreendidos por facções criminosas no Estado foi o primeiro a não registrar atentados durante a madrugada. Ao longo do dia, além das duas suspeitas descartadas de bombas, três ataques foram registrados em Fortaleza até as 23 horas.

Duas torres de telefonia móvel, no Serviluz, foram alvo de tentativa de incêndio, por volta das 22 horas. Dois homens foram detidos e galões de gasolina, coquetéis molotov, celulares, um revólver calibre 38 e drogas foram apreendidos. Inicialmente, as informações eram de que o atentado seria a um prédio da Petrobras, no Castelo Encantado, próximo às torres de telefonia. No entanto, em contato com a assessoria da empresa e com fontes da Polícia Militar, a ocorrência foi esclarecida.

Em outro ataque, no Carlito Pamplona, um caminhão de peixe foi incendiado em frente ao mercado do bairro.

No fim da tarde de ontem, dois criminosos atearam fogo em um ônibus no bairro Santa Cecília, no Grande Bom Jardim. Moradores reuniram-se e apagaram as chamas, junto a funcionários da empresa de ônibus, minimizando os danos. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em nota, classificou a ocorrência como "ato de vandalismo", e informou que a Polícia Civil investiga o caso.

Em balanço realizado às 17 horas, e divulgado pela SSPDS, o número de pessoas presas ou apreendidas por participação nos atos criminosos registrados no Ceará subiu para 375. Desses, 254 são adultos e 121 são adolescentes. Cerca de 200 ataques aconteceram nesses 14 dias de onda de violência. A pasta não divulgou o número oficial registrado pelas forças de segurança. (Colaboraram Jéssika Sisnando e Ingrid Campos/Especial para O POVO)

Assalto 
Pacientes e funcionários da UPA do bairro Jangurussu foram vítimas de ação criminosa no fim da noite de ontem. De acordo com um médico, três criminosos armados assaltaram os presentes e fugiram. PM foi acionada. Apesar de ameaça, não houve ataque à estrutura.

As informações são do jornal O Povo

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas