Número 3 do mundo, Dominic Thiem bate indiano e avança no US Open

esportes
03.09.2020, 20:46:00
Atualizado: 03.09.2020, 20:46:29
Thiem venceu Sumit Nagal por 3 sets a 0 (Foto: Al Bello/AFP)

Número 3 do mundo, Dominic Thiem bate indiano e avança no US Open

Roberto Bautista-Agut, Sofia Kenin e Sloane Stephens também vencem e seguem na competição

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dos principais cotados para levar o troféu do US Open, o austríaco Dominic Thiem avançou com tranquilidade à terceira rodada, nesta quinta-feira. O segundo cabeça de chave em Nova York derrotou o indiano Sumit Nagal por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/2, em 1h53min de confronto.

Na terceira rodada, o aniversariante do dia vai enfrentar o croata Marin Cilic, campeão do US Open de 2014. O 31º cabeça de chave avançou nesta quinta ao superar o eslovaco Norbert Gombos por 6/3, 1/6, 7/6 (7/2) e 7/5.

Outro duelo de cabeças de chave na terceira rodada vai reunir o italiano Matteo Berrettini (6º) e o norueguês Casper Ruud (30º). O tenista da Itália avançou ao vencer o francês Ugo Humbert por 6/4, 6/4 e 7/6 (8/6), enquanto Ruud contou com o abandono do finlandês Emil Ruusuvuori no terceiro set, após estar vencendo por 6/4, 6/3 e 3/2.

Oitavo pré-classificado, o espanhol Roberto Bautista-Agut passou pelo sérvio Miomir Kecmanovic por 6/3, 3/6, 6/3 e 6/4. Seu próximo adversário será Vasek Pospisil, que levou a melhor no duelo canadense com o experiente Milos Raonic (25º) pelo placar de 6/7 (1/7), 6/3, 7/6 (7/4) e 6/3.

Também venceram nesta quinta-feira os cabeças de chave os russos Andrey Rublev (10º) e Karen Khachanov (11º) e o australiano Alex de Minaur (21º), algoz do veterano francês Richard Gasquet por 6/4, 6/3, 6/7 (6/8) e 7/5.

Nas duplas, o brasileiro Marcelo Demoliner faturou a terceira vitória do País neste US Open. Antes, venceram Bruno Soares e Luisa Stefani ao lado de seus parceiros estrangeiros, na primeira rodada. Nesta quinta, Demoliner e o holandês Matwe Middelkoop bateram de virada o experiente francês Nicolas Mahut e o alemão Jan-Lennard Struff por 6/7 (4/7), 7/6 (7/5) e 6/3.

Na segunda rodada, brasileiro e holandês vão enfrentar os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski, que foram finalistas do Masters 1000 de Cincinnati, na semana passada.

Feminino
A surpresa do dia na chave feminina foi protagonizada pela espanhola Garbiñe Muguruza. A dona de dois títulos de Grand Slam e finalista do Aberto da Austrália deste ano foi eliminada pela búlgara Tsvetana Pironkova por 7/5 e 6/3. Curiosamente, a rival não disputava um torneio desde 2017. Após eliminar a décima cabeça de chave, Pironkova terá pela frente a croata Donna Vekic (18ª), que avançou ao superar a romena Patricia Maria Tig por 6/2 e 6/1.

Algoz de Muguruza na final na Austrália, a local Sofia Kenin venceu a segunda no US Open. A segunda cabeça de chave derrotou a canadense Leylah Annie Fernandez por 6/4 e 6/3 e agora vai encarar a tunisiana Ons Jabeur (27ª), que eliminou a estoniana Kaia Kanepi por 7/6 (10/8) e 6/0.

Campeã do US Open em 2017, a local Sloane Stephens (26ª) também confirmou seu lugar na terceira rodada. Nesta quinta, ela despachou a bielo-russa Olga Govortsova por duplo 6/2. Na sequência, Stephens poderá cruzar com a compatriota Serena Williams na chave. Para tanto, a veterana precisa superar a russa Margarita Gasparyan.

Outras cabeças de chave a avançar em Nova York foram as locais Madison Keys (7ª) e Amanda Anisimova (22ª), a grega Maria Sakkari (15ª) e a checa Karolina Muchova (20ª). Já a britânica Johanna Konta (9ª) se despediu na segunda rodada ao cair diante da romena Sorana Cirstea por 2/6, 7/6 (7/5) e 6/4.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas