Número de mortos em operação no Rio de Janeiro chega a 25

brasil
25.05.2022, 10:03:53

Número de mortos em operação no Rio de Janeiro chega a 25

Em áudio, traficantes pedem ajuda e apoio: 'já morreram montão na mata'

O número de mortos na operação na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, subiu para 25. Dois suspeitos internados sob custódia no Hospital Estadual Getúlio Vargas morreram na madrugada desta quarta (25).

Um menor de idade que foi levado para a UPA do Alemão já chegou morto à unidade. Somando essas mortes, segundo a Polícia Militar, são 15 suspeitos mortos em confronto.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que quatro pacientes permanecem internados, dois deles em estado grave, e uma foi transferida. No total, das 28 pessoas que deram entrada no Getúlio Vargas, 23 morreram. O paciente transferido para a UPA do Alemão também morreu.

Durante a operação, a polícia interceptou áudios que teriam sido enviados por traficantes. Eles falam dos mortos em confrontos. “Já morreram montão na mata, mano. Montão. Mas é muito, mano.”

Os traficantes também teriam pedido apoio dos moradores da região para evitar mais mortos. “Os amigo, aí, da Chatuba, aí, mano. Os amigo aí, mano, da Penha aí, mano. Vê aí, parceiro. Vê alguém aí, mano, pra mandar os morador aí, pô, fazer o protesto aí, parceiro. Tem vários amigo no mato baleado lá, parceiro. Manda vir os morador aí, irmão, os mototáxi aí, parceiro.”, diz outro áudio.

Os bandidos também pedem apoio. “Ê, meus amigo, dá uma força aqui na Matinha, meus amigos. Muita polícia no mato. Tem amigo baleado’ trocamos com os caras aqui no mato, meus amigo.

Segundo a polícia, a operação foi montada para evitar uma migração determinada pelo Comando Vermelho para a Rocinha.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas