O que pode e não pode? Entenda como vai funcionar o 'lockdown' na Bahia

coronavírus
25.02.2021, 13:33:52
Atualizado: 26.02.2021, 00:59:16
(Foto: Nara Gentil / Arquivo CORREIO)

O que pode e não pode? Entenda como vai funcionar o 'lockdown' na Bahia

Comércios não essenciais fecharão as portas a partir de amanhã

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O governador da Bahia, Rui Costa, e o prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciaram nesta quinta-feira (25) que todo o estado da Bahia passará por um 'lockdown'. A medida estará em vigor entre sexta (26) e segunda (1º). O decreto que vai determinar as novas restrições ainda não foi publicado, mas algumas informações foram passadas por Rui e Bruno em entrevista coletiva.

Confira:

O que pode funcionar:
Serviços de alimentação por delivery poderão funcionar até meia-noite. Mercados e padarias poderão funcionar até as 20h. As feiras livres também poderão funcionar, desde que em local aberto e com distanciamento entre as barracas. Já a venda de bebidas alcoólicas está proibida em qualquer estabelecimento comercial, inclusive supermercados e delivery, a partir das 18h de sexta-feira. Mercados deverão isolar com fitas as prateleiras de bebidas e não poderão realizar a venda. 

O que não pode funcionar
Qualquer serviço não-essencial será fechado a partir de sexta. Comércio de rua será fechado às 17h, seguido por bares e restaurantes que fecharão as portas 18h. Já os shoppings e centros comerciais encerrarrão 20h. Eles só reabrirão na segunda-feira (1º). Essa diferença de horário serve para escalonar o uso do transporte público e evitar aglomerações nos veículos. Os estabelecimentos deverão encerrar suas atividades com até 30 minutos de antecedência, de modo a garantir o deslocamento de seus funcionários às suas residências.

O que não pode fazer

O decreto do toque de recolher, que iniciou na semana passada, continua valendo. Está restrita também a circulação noturna de pessoas na rua em todo o estado, das 20h às 5h, de sexta-feira (26) a segunda (1º). A exceção é para deslocamentos por motivos de saúde ou que fique comprovada a urgência.

Práticas esportivas coletivas também estarão proibidas, assim como qualquer festa. Estão proibidas aglomerações de qualquer natureza. O decreto atual do toque de recolher, em vigor desde domingo, continua valendo no que não for alterado pelo que será publicado. Ele determina a restrição da locomoção de pessoas, sendo vedada permanência e trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas, a partir das 20h.

Seguem suspensos também, até segunda-feira (1º), eventos e atividades, independentemente do número de participantes e horário, que envolvam aglomeração, como: cerimônias de casamento, atividades religiosas, solenidades de formatura, bem como aulas em academias de dança e ginástica. 

Transporte:
Pelo decreto atual, o metrô só funciona até 20h30. Já os últimos ônibus estão deixando as estações de transbordo às 21h30. Nos principais corredores de tráfego, os últimos coletivos passam às 20h30. O serviço é retomado a partir das 4h30 do dia seguinte, para atender os usuários que necessitam do transporte antes das 5h.

Ônibus metropolitanos e o metrô deverão encerrar suas operações das 20h30 às 5h, de sexta (26) a segunda (1º). Já o transporte aquaviário metropolitano (ferry-boat e lanchinhas) funcionam até a sexta (26), às 20h30, e só retomam a operação na segunda (1º) a partir das 5h, portanto, não funcionam sábado (27) e domingo (28).  Os ônibus intermunicipais poderão circular normalmente.

Vacinação:
As vacinas serão aplicadas normalmente durante o final de semana, em todos os drive-thru e postos disponíveis para os grupos que estão sendo imunizados. O prefeito Bruno Reis destacou que se trata de um serviço essencial e por isso ele seguirá. A imunização hoje está vacinando idosos acima de 83 anos. Na sexta-feira (26) será a vez dos idosos com idade igual ou acima de 82 anos. Continua também a vacinação de trabalhadores de saúde.Todos esses grupos podem se vacinar neste fim de semana.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas