Operação mira grupo que sonegou R$ 15 milhões aos cofres estaduais

salvador
27.10.2021, 06:18:09
Atualizado: 27.10.2021, 06:50:44
(Tony Silva/Polícia Civil)

Operação mira grupo que sonegou R$ 15 milhões aos cofres estaduais

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão e 17 mandados de busca e apreensão

Uma operação para combater crimes fiscais foi deflagrada pelo Ministério Público em parceria com a Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (27), em Salvador e Região Metropolitana. Segundo a investigação, um grupo empresarial, do setor de embalagens plásticas, teria sonegado mais de R$ 15 milhões em impostos aos cofres estaduais. 

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão e 17 mandados de busca e apreensão em Salvador e Lauro de Freitas. O mandado de prisão é contra o gestor das empresas, que já responde a outra ação penal, também por sonegação fiscal. Segundo o MP, também foi determinado o bloqueio dos bens das pessoas físicas e jurídicas envolvidas para garantir a recuperação dos valores sonegados.

As investigações apontam que o suspeito criava empresas em nome de laranjas. O crime consistia na inclusão de pessoas sem condições econômicas e financeiras no quadro de sócio dos diversos estabelecimentos criados. Em seguida, estas organizações eram abandonadas e imediatamente continuadas por outros estabelecimentos, no mesmo segmento de mercado, deixando para trás débitos tributários e ao mesmo tempo blindando o verdadeiro gestor do grupo.

A “Operação Invólucro” é composta pela Promotoria de Justiça Regional de Combate à Sonegação Fiscal com sede em Camaçari em atuação conjunta com o Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal do Ministério Público estadual (Gaesf); Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (Infip), da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz); e pela Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), da  Coordenação Especializada de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Ceccor/LD) do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil da Bahia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas