Pacientes esperam mais de 16h para marcação de consulta no Aristides Maltez

minha bahia
10.11.2018, 15:20:00
Atualizado: 10.11.2018, 15:46:37
Pacientes passaram a madrugada na fila. Não há prazo para terminar o período de marcação das consultas. (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

Pacientes esperam mais de 16h para marcação de consulta no Aristides Maltez

O atendimento para mastologista está sendo agendado para o ano que vem, a fim de atender a pessoas que já tiveram câncer de mama

A abertura da agenda de marcações do Hospital Aristides Maltez para consultas no ano que vem de pacientes que já tiveram câncer de mama formou uma fila imensa na unidade referencia para tratamento da doença, localizada no bairro de Brotas. A aglomeração, na verdade, começou ontem por volta do meio-dia (09).

Muita gente que passou pelo momento mais agudo do tratamento e volta todo ano de acordo com a indicação do médico para a consulta de segmento - ou seja, uma espécie de revisão - chegou até a dormir na fila para garantir o atendimento que só acontece a partir de janeiro de 2019. 

 Ainda no inicio da manhã, por volta de 11h, a fila que tinha passado do muro do Aristides Maltez dava voltas dentro do estacionamento do hospital. Em sua grande maioria formada por mulheres, teve gente que chegou a desmaiar e teve que ser socorrida durante a espera. 

“Cheguei aqui às 3h da manhã. Todo ano é essa agonia Consigo marcar, ser atendida, os médicos são uns amores, mas infelizmente não é fácil ter que passar por isso”, lamenta a aposentada Dulcinéia Chaves, que aguentou a longa espera sentada em um banquinho. 

Expectativa do Hospital é que 5 mil atendimentos sejam agendados.
Expectativa do Hospital é que 5 mil atendimentos sejam agendados. (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)
Ainda de acordo com a Direção Administrativa do Aristides Maltez, todas as pessoas que estão na fila serão atendidas.
Ainda de acordo com a Direção Administrativa do Aristides Maltez, todas as pessoas que estão na fila serão atendidas. (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)
A aposentada Dulcinéia Chaves chegou na fila às 3h da madrugada
A aposentada Dulcinéia Chaves chegou na fila às 3h da madrugada (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)
Depois de 16h na fila, a aposentada Lucidalva de Jesus conseguiu agendar a consulta para o dia 10 de janeiro
Depois de 16h na fila, a aposentada Lucidalva de Jesus conseguiu agendar a consulta para o dia 10 de janeiro (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)
Não há prazo para o fim das marcações. A próxima especialidade que abre a agenda de 2019 é para ginecologia, no dia 24 de novembro.
Não há prazo para o fim das marcações. A próxima especialidade que abre a agenda de 2019 é para ginecologia, no dia 24 de novembro. (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

A ajudante Fábia de Jesus, de 35 anos, foi mais uma que levou um bom tempo para ser atendida. “Tive câncer há quatro anos e graças a Deus, na última revisão estava tudo certo comigo. A gente não pode aguardar para acontecer de novo. Tem que se prevenir antes”. 

Acompanhamento

Segundo o diretor administrativo do hospital, Washington Couto, não há prazo para o fim das marcações. Durante todo o sábado, 15 funcionários estão envolvidos para atender qualquer paciente que estiver na fila. “Não há uma data limite para isso. É uma consulta com um objetivo mais de acompanhamento preventivo. Ontem as pessoas dormiram na fila sem necessidade.

Orientamos ano a ano que não é preciso fazer isso porque qualquer outro dia a partir de hoje esse paciente pode chegar aqui e marcar”. Ainda de acordo com ele, a expectativa é que 5 mil consultas sejam agendadas. Ao todo são mais de 7 mil vagas. “Geralmente, as consultas de mastologia e urologia são mais volumosas, o que justifica a fila. Mas volto a reforçar: a paciente pode marcar esta consulta a qualquer dia aqui na unidade e todos serão atendidos. O que existe é uma fila virtual. Quem procura, o sistema segue o agendamento por ordem de chegada” assegura Couto. 

Depois de dormir sentada e permanecer na fila por 16 horas, a aposentada Lucidalva de Jesus conseguiu agendar a consulta para o dia 10 de janeiro. “Cheguei ontem às 18h. É uma luta cansativa. Estou há três anos sem ter nada. Fiz minha primeira cirurgia em 2007. E aí depois apareceu de novo e precisei ser operada novamente. É um atendimento que a gente realmente precisa para ter a certeza que está bem”. 

Conforme dados do Hospital, durante o primeiro semestre deste ano foram registrados 5.382 casos de câncer novos. Foram 4.644 cirurgias no mesmo período. Em 2016, o Aristides Maltez somou 10.085 novos casos, contra 9.054 em 2017. Apesar da queda nos dois últimos anos, a projeção do hospital é que o ano de 2018 termine com 10.800 novos casos. A incidência do câncer de próstata no ano passado cresceu 27,22%. Logo em seguida veio o câncer de mama com 18,91%. 

A última abertura de agenda por especialidade foi no dia 20 de outubro para urologia. A próxima deve acontecer no dia 24 de novembro para a especialidade de ginecologia. “A fila é um movimento comum. Nas marcações para urologia zeramos a fila às 9h”, pontua ainda o diretor administrativo da unidade, Washington Couto. 
 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sandy-lanca-musica-em-parceria-com-iza-ouca/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/hbo-dos-eua-estreia-a-amiga-genial-adaptacao-do-romance-de-elena-ferrante/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/autor-de-latrocinio-contra-o-assessor-michel-e-preso-em-santa-catarina/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/atriz-instala-cameras-em-quarto-para-gravar-agressoes-do-marido-veja/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/webserie-inspira-empreendedores-assista/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-ultimo-a-sair-apaga-a-luz-do-othon-hotel-ja-esta-sem-nenhum-hospede/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/piloto-alema-de-17-anos-sofre-acidente-grave-e-sera-operada/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/temer-ressalta-forca-e-estabilidade-das-instituicoes-em-pronunciamento/