Pastoral de Salvador promove a primeira carreata para São Francisco

salvador
03.12.2021, 18:22:00
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Pastoral de Salvador promove a primeira carreata para São Francisco

Ação tem o objetivo de reafirmar posição do santo como padroeiro da capital baiana

Pela primeira vez em 335 anos de devoção da capital baiana a São Francisco Xavier, uma carreata puxada por um carro que carregava a imagem do santo tomou as ruas de Salvador nesta sexta-feira (3). Na ocasião, dezenas de carros e motos fizeram fila para seguir a São Francisco, que é padroeiro de Salvador e tem o dia 3 de dezembro dedicado a ele na tradição da Igreja Católica.

A saída foi na Catedral Basílica de Salvador, no Terreiro de Jesus, e a chegada na Matriz da Paróquia de Sant'ana, no Rio Vermelho. Percurso trilhado para reafirmar a posição de São Francisco como padroeiro da capital baiana, segundo o Padre Ângelo, coordenador da devoção ao santo e pároco de Santana.

"É o padroeiro da cidade, isso por si só é de uma importância de grande dimensão. Por isso, estamos fazendo pela primeira vez essa carreata. Queremos que ele passe abençoando a cidade e, com isso, desperte o povo para sua figura que é extraordinária", afirma o padre, falando do dia de homenagens que começou e terminou com missas.

(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Para Mariângela Lopes Souza, 63 anos, aposentada que é devota de São Francisco, tentar trazer luz à figura do padroeiro para que ele seja mais valorizado pela população é uma ação necessária.

"Essa devoção e a carreata, que formam a primeira festa de São Francisco, são de suma importância para que os soteropolitanos passem a saber que ele é o nosso padroeiro. Muitos desconhecem isso e a festa reafirma essa posição", opina.

Alice Oliveira, 67, também é aposentada e devota do padroeiro. Ela corroborou com as falas de Mariângela e fez um apelo para que a posição do santo não seja esquecida. "É uma tristeza São Francisco Xavier ser padroeiro de Salvador e ser tão esquecido em relação a festas e também no conhecimento do povo. Ele precisa ser mais valorizado, a festa precisa de mais ênfase", lamenta.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas