Patric fala em alegria após triunfo em casa e saída do Z4

e.c. vitória
09.11.2017, 17:05:00
Atualizado: 09.11.2017, 17:30:01
Patric está feliz após o Vitória ter voltado a vencer no Barradão (Maurícia da Matta / EC Vitória)

Patric fala em alegria após triunfo em casa e saída do Z4

Lateral comemorou o triunfo sobre o Palmeiras depois de quase sem 100 dias sem vencer no Barradão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O triunfo sobre o Palmeiras por 3x1, na noite de quarta (8), encerrou o jejum de de quase 100 dias do Vitória no Barradão e deixou o clima mais leve na Toca do Leão. Nesta quinta (9), o elenco se reapresentou, e era impossível não notar o sorriso no rosto do lateral Patric. Um dos destaques da partida, ele comemorou bastante o resultado.

“Estou anestesiado até agora. Cheguei para trabalhar hoje e o Rafael (instrutor da academia) falou calma, vamos recuperar agora. Muito feliz, coletivamente, individualmente e familiarmente. De fato a gente estava muito preocupado por jogar em casa e não conseguir vencer, trabalhamos muitas coisas e a vitória não estava vindo, mas graças a Deus, com o esforço de todos, conseguimos essa vitória”, disse o lateral. O Leão não vencia em casa desde o dia 2 de agosto, quando fez 3x1 na Ponte Preta.

Com o triunfo, o rubro-negro chegou aos 38 pontos, dois a mais que o Sport, e saiu da zona de rebaixamento. Pontos preciosos e fundamentais para a reação do Leão no Brasileirão. “Esse detalhe é importante. Estar fora do Z4, diferença de dois pontos do Sport. Não queríamos estar nessa situação de lutar contra o rebaixamento, mas não podemos chorar, temos que trabalhar mais para consolidar essa permanência na Série A o mais rápido possível”, continuou Patric. 

Apesar da alegria por voltar a vencer em casa, o Vitória não terá muito tempo para comemorar. O time já está de olho no Grêmio, adversário de domingo (12), em Caxias do Sul, interior gaúcho. O técnico Vagner Mancini terá problema para montar a equipe. 

Autor de dois gols contra o Palmeiras, Yago recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. Já o volante Uillian Correia recebeu o cartão vermelho e também não enfrentará os gaúchos. Outro desfalque será o zagueiro Wallace, que pertence ao Grêmio e fica impedido de jogar por uma cláusula contratual. 

No banco dos réus 
Vagner Mancini pode ter ainda um quarto desfalque. O atacante colombiano Santiago Tréllez será julgado na sexta (10), pela suposta injúria racial contra o volante Renê Júnior, do Bahia, no final do Ba-Vi disputado no dia 22 de outubro.

O colombiano foi denunciado pela Procuradoria de Justiça Desportiva ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e enquadrado no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Se condenado, pode pegar de cinco a dez jogos de suspensão, além de multa, que varia entre R$ 100 e R$ 100 mil.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas