Peneira aérea: Bahia sofre 5 gols seguidos em jogadas pelo alto

esportes
27.09.2021, 07:00:00
Atualizado: 27.09.2021, 07:17:34
Rodrigo Dourado fez gol de cabeça na etapa final em falha da zaga do Bahia (Divulgação / SC Internacional)

Peneira aérea: Bahia sofre 5 gols seguidos em jogadas pelo alto

Tricolor está no Z4 do Brasileiro após derrota para o Internacional

Uma jogada específica tem deixado o torcedor do Bahia com medo nos últimos jogos. A bola aérea tem sido letal contra o tricolor, que sofreu os últimos cinco gols na Série A em lançamentos pelo alto.

Contra o Internacional, no domingo (26), o Esquadrão sofreu os dois gols da derrota por 2x0 em tiros de cabeça. Em entrevista após a partida, o técnico Diego Dabove tentou explicar os erros.

“São situações que vínhamos manejando bem, não tínhamos maiores problemas nisso e hoje eles converteram em duas oportunidades. Pagamos caro. São coisas a trabalhar, mas tem mais a ver com concentração num determinado momento da partida e não por falta de trabalho em si. Vínhamos trabalhando bem e teremos que repassar para que não se repita”, disse Dabove.

Yuri Alberto abriu o placar para o Inter aos 38 do primeiro tempo. No lance, Edenílson cobrou escanteio e o atacante do colorado subiu entre cinco marcadores. Aos 28 da etapa final, Rodrigo Dourado subiu sem marcação na área após cruzamento de Cuesta.

Os erros ganham contornos dramáticos quando analisamos os últimos gols sofridos pelo Bahia na Série A. No 1x1 com o Bragantino, na rodada anterior, o tricolor sofreu o empate após cruzamento de Helinho, ajeitado por Cuello, que Ytalo finalizou na cara do gol.

Antes, contra o Fortaleza, o Bahia vencia por 3x0 e deixou o Leão do Pici reagir com dois tentos. Ambos saíram em jogadas de bola aérea. O primeiro em cobrança de falta mal afastada pela defesa e o segundo em escanteio que ainda foi ajeitado pelos adversários.

Lesionados

O Bahia terá que recuperar durante a semana alguns jogadores importantes para Dabove. O zagueiro Germán Conti sofreu um estiramento na coxa e foi desfalque de última hora diante do Inter.

O meia Rodriguinho saiu de campo com apenas quatro minutos de jogo no Beira Rio com dores na costela após uma pancada. Também será reavaliado após o desembarque em Salvador.

Além deles, os atacantes Rossi e Marcelo Quirino seguem se recuperando de lesão, assim como o meia Indio Ramírez.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas