Pesquisador cria plataforma de combate à covid-19 para pessoas surdas na Bahia

coronavírus
01.06.2020, 09:00:00
Atualizado: 01.06.2020, 10:27:27
(Foto: Divulgação/Secti)

Pesquisador cria plataforma de combate à covid-19 para pessoas surdas na Bahia

Ferramenta conecta os profissionais de saúde à intérprete de Libras para atender pessoas surdas atingidas pelo coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A luta contra o novo coronavírus acaba de ficar mais inclusiva. É que um projeto de inovação tecnológica, criado na Bahia, chamado LibrasInterConect, surgiu para interligar profissionais intérpretes de Libras com os profissionais de saúde, com o objetivo de atender pessoas surdas em meio à pandemia da Covid-19.

A plataforma, que funcionará através de um website e um aplicativo, contará com o envolvimento multiprofissional dos agentes de saúde e dos profissionais intérpretes para ofertar às pessoas com deficiência auditiva, o serviço de informação, comunicação, acesso e acolhimento nos sistemas de saúde.

O idealizador do projeto, Aisamaque Gomes, que já atuou como intérprete de Libras entre 2010 e 2017, e atualmente é professor de Libras no Instituto Federal Baiano de Itapetinga (IF Baiano), explica como surgiu a inspiração para criar este trabalho: sua  vida profissional e pessoal sempre girou em torno de amigos, vizinhos, alunos, professores e professoras, colegas de trabalho, todos surdos e surdas.

"Durante nosso convívio, eu pude perceber que eles foram negligenciados em muitas esferas sociais. Por exemplo, é comum que na área de educação, eles tenham acesso ao suporte do intérprete, mas na saúde não há esse tipo de profissional para auxiliar na interação entre agentes de saúde e o paciente surdo”, declarou o pesquisador, ao reiterar que o projeto busca romper as barreiras comunicacionais entre o público alvo e médicos, enfermeiros, entre outros.

De acordo com Aisamaque, este projeto que nasceu na Bahia é pioneiro nacionalmente por desenvolver um suporte tecnológico com esta finalidade. “A interação simultânea e a fonte das informações referentes ao enfrentamento e combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2/Covid-19) para as pessoas durdas são as principais inovações.

Tendo em vista o momento de pandemia em que estamos vivendo, o surdo poderá ter um sistema centralizado de informações sobre a Síndrome Respiratória, além de ser atendido por um profissional capacitado, a partir da intermediação comunicativa do profissional intérprete de Libras, caso apresente sintomas. O funcionamento é simples, basta que o médico, ou qualquer profissional da área, acione a ferramenta e solicite um intérprete de Libras. A depender da disponibilidade, o doutor será direcionado para uma sala virtual, na qual o intérprete irá atendê-lo”, explicou.

Após ser recém aprovado no edital do Conselho Nacional dos Institutos Federais (Conif) voltado para pesquisas científicas com foco em soluções para a pandemia da Covid-19, a criação do sistema continua em desenvolvimento e deve ser implantada primeiramente nas cidades de Itapetinga, Uruçuca e Teixeira de Freitas, conforme o cronograma do projeto.

“Depois que implantarmos a plataforma LibrasInterConect nesses municípios, pretendemos adotar uma ação de expansão para os grandes centros da Bahia, iniciando em Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista. Os testes do sistema começarão a ser realizados a partir do mês de junho e a implantação, de fato, a partir do mês de setembro”, disse Aisamaque.

“Esperamos que a população surda do estado da Bahia possa ter um atendimento mais eficaz e inclusivo através desta plataforma voltada exclusivamente para o benefício dela. Além disso, a gestão pública contará com este sistema que atenderá aos usuários surdos nos seus municípios e capacitará profissionais de saúde a realizar um atendimento humanizado, específico e direcionado para este público”, concluiu. Além do Conif e IF Baiano, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) também apoiou o LibrasInterConect.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas